quarta-feira, março 26, 2008

A outra televisão



A maneira como recebemos a informação, não é novidade dizê-lo, mudou deveras (como o caraças, para usar um termo técnico) nos últimos anos, à medida que a banda larga se foi generalizando nos lares – e ter passado a ser um serviço tão essencial como a água, a electricidade e o gás. Eles foram os sites dos jornais a complementar a edição em papel; os blogues que permitiram a qualquer ser pensante, a custo zero e sem necessidade de saber um chavo de html, publicar, à escala mundial, a sua modesta opinião; até começarem a surgir as primeiras televisões virtuais.

É de uma dessas que vamos falar hoje, mais concretamente a TV Net. Connosco estarão João Morais Palmeiro e Maria João Neutel, editor e jornalista da dita cuja. O que podemos esperar desta nova forma de fazer televisão? Sendo o orçamento mais baixo, promoverá a pluralidade, ou fomentará a mediocridade, uma vez que qualquer pessoa, mesmo com falta de formação na área, poderá avançar com um projecto similar? Será também uma nova saída para os milhentos jornalistas desempregados ou que vivem à custa de biscates? As marcas têm mostrado interesse em investir a sua publicidade nestes novos meios? Poderão estas televisões virtuais, sendo estruturas mais leves, servir de tubo de ensaio para maneiras mais arrojadas de informar? Perguntas e comentários via 800 25 33 33 e caixa de mensagens do blogue.

A partir das 19, com Fernando Alvim e Cátia Simão.


*****


AVISO AOS FREAKS E DEMAIS POPULAÇÃO:

É já no dia 3 de Abril, às 22 horas, na discoteca Ar de Rato, em Coimbra, a Grandiosa 3ª Edição do Freak Show Prova Oral que, desta vez, para além das exibições de freak’s experimentadíssimos e de grande gabarito internacional, tanto acima como abaixo do Mondego, aceitará a participação de amadores e estreantes. Portanto, se acham que são freak’s a valer – comedores de vidro, hipnotizadores de cadelinhas (modalidade sissi, loló, bibá), domadores intrépidos de pulgas e louva-a-deus, cantores tipo «a canção certinha duma ponta à outra, mas meio tom religiosamente acima ou abaixo da tonalidade do instrumental» – e ninguém vos leva a sério, esta é a oportunidade de calar a oposição: basta que nos enviem um mail para provaoral@programas.rdp.pt a explicar em que consistirá a vossa actuação (para a gente ver se choca com os princípios da ASAE), e depois aparecerem na Ar de Rato no dia da gala. Não há prémios – mas há a nossa eterna admiração e uma lágrima comovida de vos ver em tão deslumbrante actuação. E isso não tem preço.

25 comentários:

Anónimo disse...

Quero indicar um excelente blog que fala sobre o tema, trata-se de: http://www.jppereira.com/engrenagem/

Alan disse...

É só para dizer Alvim que achei a ideia de as claques cantarem cânticos publicitários brilhante, sendo que a vou propor esta noite na reunião da claque.
Marítimo 4ever!

Diogo Amaral disse...

Um estudo do prestigiado Poynter Institute afirma que os leitores online se aproximam mais do fim da notícia do que os leitores de jornais impressos:

De acordo com os dados, em média um leitor de imprensa via online consegue completar 77% da notícia. Um valor que desce para 62% num jornal tradicional e para uns meros 57% nos tablóides.

Um ponto a menos a favor da comum teoria de que na Web as distracções são demasiadas para manter os leitores concentrados durante muito tempo.

o_anonimo disse...

A mim este tipo de serviço, faz-me uma certa confusão. É que chega-se ao ponto de em todos os lados se falar sempre da mesma coisa, mas com as suas próprias palavras. Como é exemplo de alguém que lê/ouve uma notícia na TV ou radio e transmite-a em determinado fórum ou site. Não passa de um passar a palavra. Embora seja útil para aquelas pessoas mais activas e que passam a vida a correr e quem tempo tem para ver TV's ou ler "as gordas" dos Jornais, é uma forma de quando tiverem cinco minutinhos actualizam-se. Ou até para quem viaja se manter a par do que por cá se está a passar. (Embora seja um tanto deprimente, mas cada um sabe de si)

o_anonimo disse...

Já agora, é verdade que o IVA vai baixar? Ouvi agora na Antena3 :)

Ana disse...

A televisão vai ser sempre a TELEVISÃO e por mais que a internet lhe tente fazer frente não me parece que a TV passe para segundo plano. Mas é sempre bom que haja novas iniciativas no mundo da comunicação, sobretudo porque há muito para dizer/fazer e muita gente a querer fazê-lo.

psycologo disse...

Penso que o serviço de televisão na internet permite uma maior interacção com o público do que a televisão tradicional. Por outro lado, a televisão na internet, implica que o utilizador seja conhecedor das Novas Tecnologias de Informação, requisito este, que não se aplica ao formato da televisão tradicional (basta carregar no botão da televisão e do comando). No entanto, penso que a televisão do futuro deverá ser inovadora, aproveitando as potencialidades da Internet e estabelecer até uma interface com o mundo cibernético, permitindo uma maior interactividade e dar o poder de escolha ao telespectador.

quarenta e dois disse...

E então tudo légáu??(segundo o dito acordo...)

Ainda se lembram daquelas películas de 3 cores (verde, azul, vermelho para colocar em frente ao écran de televisão para dar a imagem "a cores" em vez de " preto e branco"?? Isso é que era Televisão!!

Lembro com particular saudade os tempos de esperar impacientemente as aventuras do "CONAN" ou "Era uma vez no espaço" ou os "famous FIVE", enquanto passava o 70x7 ou o TV rural!!

A minha televisão é a da mítica Vera Roquete do "Agora Escolha"! Bloco A ou Bloco B ?? Escolha enquanto vê os olmeques das "Misteriosas Cidades do Ouro"!!

Os jovens de agora não sabem dar o valor...Está tudo disponível na Onternet!! Filmes na TV nacional era mentira; só os da RTL !! Ou então alugar o Gelado de Limão ou o Porkys! VHS ?? Não: Beta!! Era a altura ideal para afiambrar a tesuda parceira da escola...

Não haja dúvida que a Televisão sofreu uma transformação "imperciúnantji" (...isto do novo acordo...). Evoluiu de mãos dadas com a tecnologia informática. Sim, porque o tempo do LOAD "" ENTER já lá vai...(E quando o ZX Spectrum se recusava a colaborar??(Tape Loading Error) Era com cada murraça !....)

Há um site fabuloso onde se podem rever antigos "reclames" ou genéricos de concursos e séries, etc. : http://www.misteriojuvenil.com/piratas_momentomagico.htm

Enfim...qualquer semelhança entre Televisão/tecnologia da altura com a actual será mera coincidência...

Ainda lá tenho a minha ITT Ideal Color!!

Tixáu ( conforme o novo (argh!)acordo ortográfico!)

Anónimo disse...

O IVA não vai baixar.

Vai descer é em alguns casos de 21% para 20%.
Mas não contes com preços mais baixos... Qualquer comerciante sabe que isto é só boa mensagem de marketing para novos preços.


f.

Anónimo disse...

OH Alvim,

pergunta lá aí ao CEO e à Jornalinas se um tipo como eu no canto do seu quarto pode fazer um programa/magazine para a TVnet?


Thanks.

f.

Anónimo disse...

Já agora, acham que o grande crescimento da TVnet.pt será quando todos tiverem um LCD 30' ou um plasma ligado ao seu macmini ou quando o Staples começar a vender sofás para pôr junto ao computador??

hehe (:

f.

Quebra ossos disse...

Aposto que uma grelha baseada no tema sexo terá sucesso garantido quer via internet quer por outra via qualquer!

bem hajam!

Mário disse...

o meu conselho neste tipo de televisao: LOLTV...do maior gozo que existe XD

mas agora mais a serio: acho que a dvulgação da informação veio facilitar muito mais o acesso a ela e não falo apenas no sentido de não ter de levantar o cuzinho da cadeira pra ir comprar o jornal, mas mesmo no aspecto do praticavel que se torna lê-lo...

ainda me lembro à uns 2/3 anos quando o jornal d'a bola começou a ter a edição on-line. a mim facilitava-me muito, pois havia tempos que andava sempre a arranjar os 75 centimos diários para comprar o jornal quando por vezes a informação que me interessava não passava de 3/4 paginas (e muitas das vezes as últimas...)

a tv pela net apesar de ser algo ainda pouco divulgado é uma aposta para o futuro, porque televisão não podemos andar com uma às costas, mas um belo de um portátil com banda larga já é mais acessível...

cumprimentos
Mário Sousa

Anónimo disse...

boas pessoal da prova tem de ir ao xtube e a mesma coisa do youtube mas em versão pornô

Quebra ossos disse...

Aposto mesmo!
Com quem quiser!

Rachel disse...

Concordo com a analogia entre a TV na net e a Rádio Pirata.
Mas o que me preocupa é a regulamentação do sector...
Não vá o pessoal confundir liberdade de expressão, com libertinagem expressiva.

Anónimo disse...

Agora percebi!!! Fazem programas como 'O Perfeito Anormal' ou o 'Boa Noite Alvim' para uma pessoa se fartar da televisão e PAGAR$$$ por conteúdos de qualidade!! hehehehehehehehehehe (:

Ai os Marketeers.......

f.

Carlos Rodrigues disse...

Boas,da TVI a unica coisa que se aproveita é a Liliana Aguiar

Carlos Rodrigues disse...

a unica coisa que se aproveita da TVI é a Liliana aguiar

Rui Cubano disse...

Vou ser conciso: A TV vai ser net tal como o telefone, jogos, etc., dentro de um punhado de anos, em cada punhado de pessoas 4 estarão de punho a ver novelas de "casta matulôna"... estão preparados para responder ao que a maioria das pessoas querem? e sem terem de gastar de dinheiro em dobragens ou legendagens!

Rachel disse...

Sim, Sim, respondam lá ao senhor que falou agora!!!
Quais foram os requisitos legais para fazerem tv na net??????

Anónimo disse...

Olá a todos, realmente a ideia de ter acesso a IPTV de outros locais do mundo era interessante mas tem um grande entrave que são os direitos dos filmes e séries que são adquiridos por canais portugueses, assim como os eventos desportivos.

IPTV é o futuro!!!

Cumps Xoninhas

Carlos Rodrigues disse...

Se já não vejo a televisão normal e são 60 e tal canais,o que me levaria a ver televisão na net???????

Rui Cubano disse...

Vai ser o "estouro da boiada"! A TV já é net, eu, na maioria, vejo coisas da net no ecran televisivo, as quais posso parar para rever depois. Já pouco vejo a Portuguesa, tirando a radical, outros de cultura e o Hermano Saraiva. A escolha é tão vasta que não sei o que será das TVs daqui.
Agora... havia um site que indicava sítios onde se podia ver jogos que prejudicavam os interesses comerciais da sport tv, e a antena 3 atacou-os a ferro e fogo e os rapazes intimidaram-se (ou foram intimidados). A pergunta: vão continuar a achar que podem controlar esse jogo de interesses obscuros no futuro quando um jogo cobrado aqui é grátis na TV nacional num outro lado?

Anónimo disse...

Visionários num programa de rádio!

O que seriam num programa de televisão...?


f.