terça-feira, março 11, 2008

Contos de Reis



Hoje vamos conversar com Nuno da Câmara Pereira... não sobre fado, mas sobre História, a propósito do seu livro O Usurpador, editado pela Livros d’Hoje, onde, entre outras coisas, «recorrendo a um estilo próprio e muito vivo, apoiado em abundante e indesmentível documentação, o autor desmonta, página a página, o equívoco que, há cerca de um século, envolve a questão dinástica em geral e a pretensão miguelista. E dá conta de como com “despudor, desrespeito e desconsideração pelas mais elementares regras da nobreza, D. Duarte Pio de Bragança usurpou para si todos os títulos usados pelos antigos reis de Portugal”.»

Nuno da Câmara Pereira vai contar-nos sobre a importância, em termos históricos, destas revelações, os passos da sua investigação para este livro; como está, na sua opinião, o (des)conhecimento dos portugueses sobre a sua própria História e, como presidente do Partido Popular Monárquico, o lugar dos monárquicos numa república dos dias de hoje, as suas lutas, o que teríamos a ganhar ou a perder se fosse restaurada a monarquia; e tudo o que mais acharem por bem perguntar ou comentar, via 800 25 33 33 e caixa de mensagens do blogue, a partir das 19, com Fernando Alvim e Cátia Simão.

37 comentários:

Rosmani disse...

Viva o Rei, se for descendente de D. Miguel melhor ainda. Far-se-ia justiça dado que esse cobarde do D. Pedro IV além de perder o Brasil para a Maçonaria ainda veio para cá (desembarcando no Mindelo)
vender isto ao ilustres homens da bata (ele próprio foi imposto maçónico no Brasil). Acho que já estamos há tempo demais governados pelos ideias da Revolução Francesa, e era altura do povo se encontrar com o seu lider.
Quanto a Dom Duarte ser ou não usurpador acho que há alguns que estão tão habituados ás pequenas querelas politicas da republica que pensam que podem transportar isto para eleição de um Rei.

Viva o Reino de Portugal, Viva o Rei...

Dom Mikelem I disse...

A minha grande dúvida é: Como é que o D. Duarte Pio, com aquela cara e postura consegue usurpar alguma coisa??? Tava tudo a dormir? Eu cheira-me que ele nem um chupa de um puto conseguia usurpar... Tu queres ver que o malandro...

Marina disse...

Eu tenho uma pergunta para esse senhor... Como presidente do partido popular monarquico, o que faria se por algum milagre este país decidisse que agora queria ter um rei?
Autoproclamava-se Rei D. Sebastião???

Ou o objectivo do partido é só mesmo lembrar que ainda deve haver por aí algures descendentes do ultimo rei??



Não haverá por aí também um descendente do salazar a querer formar um partido???
O "partido particular ditador"??
Isso é que era!!!

Laparote disse...

Boa Tarde Alvim,

A minha questão é simples e directa:

Monarquia para que? O que iria mudar no nosso país com o regresso da monarquia?

Eu até acho piada ao nosso "Rei", que é uma figura engraçada.

LECEIA A CONCELHO!!!!

Abraço Alvim

LAPAROTE

Dom Fugêncio da Aparição disse...

Ao contrário do que se pensa (propanganda republicana)o Duque de Bragança é altamente bem instruido...e o que alguns não sabem é que a humildade é uma caracteristica de Homens Sábios...Uma lição para as nossas hostes politicas actuais a quem falta bastante humildade e saber...

Dom Xispas Roberto disse...

" Um politico se é mau politico perde as eleições, um rei se é mau rei geralmente fica sem cabeça, o termo de responsabilidade diz tudo".
Um rei bem-educado e bem formado é o digno representante de um Pais. Prepara-se e sente ao longo da vida que tem uma responsabilidade acrescida. Um politico apenas tem de acompanhar as orquestrações partidárias e nada é assegurado quanto ás suas intenções.
Enfim acho que temos em Portugal uma propaganda de Poder para todos, para sustentar o sistema, e um vazio imenso a nível de identificação que tem raízes no fatídico dia 5 Outubro de 1910.
Talvez seja o que precisamos para acabar com a falta de auto-estima característica do nosso povo nos últimos anos quanto mais não seja porque sempre vivemos ao longo da história em cadeia de comando e o povo de alguma maneira não se sente identificado com os seus lideres.


ViVa O REI

Anónimo disse...

Viva Fernando Alvim, Cátia Simão e Nuno Pereira,

Tenho uma pergunta a fazer ao convidado. Se estamos num país em que se fecham urgências devido a redução de custos, ou seja somos pobres, quanto nos ia custar sustentar uma monarquia?

Temos dinheiro para brincar às rainhas e aos reis, estando afundados nesta crise social?

abraços, e parabéns pelo programa.

Anónimo disse...

Boa nite a todos. Mas reflitam,
Nao sei qual sera a diferença entre termos um rei autentico ou um presidente da republica que é tratado como um Rei.
Digo eu.....

Anónimo disse...

...O REI VAI NU!!! LOL

Dom Fuas Roupinho disse...

Grande, Ilustre e Aristocrático Alvim

gostava de perguntar ao convidado que caso o povo decida mudar o regime como se formariam as cortes, que familias seriam chamadas? Por outro lado gostava de saber qual a possibilidade de aclamar uma nova Dinastia?


Grande abraço...

Dom Tartácio da Presilhas disse...

Forte Abraço ALvim

Gostava de perguntar a todos os que se dizem Republicanos se sabem o que é o Jacobinismo, ou o Dantonismo, ou o Napoleão e os seus Ministros, se sabem as atrocidades cometidas em nome da Republica...Pois é a maioria é sufragada e não sabe o que a governa...a propaganda dos grandes ideiais da Revoluça Francesa:

Igualdade - nunca existiu
Fraternidade - cheira a podre
Solidariadade - cheira a cunhas

Cada um com a sua consciência...


Viva o Rei, Viva Portugal

D. Zé Povão disse...

Mas qual é o problema de haver um Rei...Foram eles que repesentaram Portugal ao longo dos séculos, foram eles que delegaram a missão de falar Português no Mundo, foram eles que nos deixaram a herança de um Pais antigo...
Detesto a pseudo intelectualidade desse modernismo que sofre de alzheimer...vão ler umas enciclopédias de história talvez percebam o velho cliche

"Quis saber quem sou, o que faço aqui.."

Acordem Portugueses

Dom Trabuco das Caldinhas disse...

AlÕ GRANDES ANIMADORES DO ÓCIO PORTUGUÊS.

Gostava que perguntassem ao vosso convidado se caso fosse aclamado Rei poderiamos contar com ele para cantar um belo faduncho Ribatejano na aclamação.
Seria virtualmente melhor que ouvir os discursos dos actuais Presidentes...

Baronesa Lili dos Canedos disse...

Ilustres animadores

Eu sou chiquérrima e gostava de saber qual seria a politica de sua Majestade em relação ao jetset,aos patos bravos, aos chiquérrimos, e aos tesos que nem um carapau...caso fosse Rei.

atao vá

Trolha Arménio Vim de França disse...

Eu é que sou Rei... deixem-me chegar a Portugal que voçês vão ver...

Trolha Arménio Vim de França disse...

Eu é que sou Rei... deixem-me chegar a Portugal que voçês vão ver...

Paulo disse...

Caros amigos:

Deixo-vos aqui um pequeno video para apreciarem.

http://videos.sapo.pt/60zM9PTo91A6qZwgqSZ9

Melhores cumps

P.V.

Anónimo disse...

Boas:

É indescritível a hipócrisia de pessoas como Nuno da Câmara Pereira ao pretenderem com a Monarquia trazer benefícios para o Nação e para o povo português. É de tal forma revelador de falta de inteligência que acho sequer um atentado ao Povo existir um Partido Monárquico em Portugal. Não tem lógica. É completamente utópico, assim como utopia é acreditar-se que porventura, a regime monárquico poderia de alguma forma resolver algum problema em Portugal. É uma realidade completamente desadequada, completamente desfasada da nossa realidade, que é um atentado sequer colocar essa questão em cima da mesa. E não vale a pena tentar argumentar que existem países desenvolvidos com regimes monárquicos no poder, porque isso é mentira. A Monárquia nesses países é uma fantochada, que tem um certo peso cultural e de convergencia dessas nações desenvolvidas, mas que não representa nenhum poder real e está completamente desadequada da nossa realidade. Só quem nunca viveu nesses países é que não sabe como as coisas se passam lá. Acima de tudo a Monarquia nesses países é funciona como objecto de decoração e unidade nacional, mas mais uma vez, volto a referir que é completamente desfasado da nossa realidade. Mas acima de tudo queria realçar aqui o perfil do Monárquico em Portugal e daí retirar as consequências para Portugal, caso estes senhores e senhoras tivessem algum poder. O simpatizante Monárquico em Portugal é regra geral em Portugal e desculpem-me o termo, um atrasado mental com dinheiro e com um autoclante atrás com a bandeira da Monarquia portuguesa. Azul e Branca. Autoclante esse que serve para dizer que tem dinheiro, é da alta sociedade. Nunca fez nada na vida e vive como parasita. Este é o simpatizante monarquico em Portugal (salvo as devidas excepções). E a minha questão, não ao Nuno, mas sim aos ouvintes é: será com pessoas desta estirpe que Portugal seria bem orientado e advinha o bem comum para todos nós? Ou cairimos na desgraça de um pais ultrapassado, demagogo e elitista (mais ainda)que rapidamente se tornaria numa desgraça social e uma vergonha na Europa?

Barão Almicar Trombaças disse...

Por mais que os Benfiquistas e Sportinguistas reclamem a cor da Bandeira, ela é triste...A nosssa bandeira é azul e branca (sou sportinguista)e assim vamos vivendo todos com o estigma do sangue e da esperança como simbolo...para quando um bocado de lucidez..é uma questão de propaganda ou de estupidez...?

Miguel disse...

Olá Alvim e Cátia.

Vamos ver a definição de monarquia:

monarquia:
estado em que o chefe supremo é um monarca;
forma de governo em que o poder supremo é exercido por um monarca;
- absoluta: forma de governo na qual todo o poder está concentrado no monarca;
- constitucional: forma de governo na qual o poder do monarca é limitado por uma Constituição.

Vejamos agora a definição de democracia:

democracia:
do Gr. demokratía

s. f.,
- sistema político fundamentado no princípio de que a autoridade emana do povo (conjunto de cidadãos) e é exercida por ele ao investir o poder soberano através de eleições periódicas livres, e no princípio da distribuição equitativa do poder;
- país em que existe um governo democrático;
- governo da maioria;
- sociedade que garante a liberdade de associação e de expressão e na qual não existem distinções ou privilégios de classe hereditários ou arbitrários.

Gostava de focar este ultimo ponto da definição de democracia. Será que numa monarquia, seja ela absoluta ou constitucional, se garante a não existência de privilégios de classe hereditários?? Parece-me que não...

Os descendentes de monarcas têm direito a governar uma nação apenas porque nasceram num "berço de ouro"? Onde é que está a igualdade de classes neste critério?

Gostava que colocassem estas questões ao vosso convidado.

Obrigado e Bom Programa.

Duque Jerbásio das Cocheiras disse...

Um povo que não tenha respeito pelos ancestrais repesentantes arrisca-se a cair numa amalgama de dirigentes anarquicos, patos bravos e corruptos. Nem todos os simpatizantes da Monarquia são meninos de linhagem, pelo contrário cada vez mais são pessoas que percebem as virtudes e vicios do poder e analisam que nem todos deveriam ter poder. Existe actualmente uma autêntica linhagem republicana esta sim hipócrita e viciosa dado que nos diz que toda a gente manda quando no fundo se tem de estar compadrinhado com ideiais falidos..

Anónimo disse...

ola seu malucos!!!
eu gostava era d saber a razao pela qual esse senhor acha q é a pessoa que deveria ser Rei s a monarquia voltasse a Portugal. eu sou simpatizante da Monarquia, mas pq o Camara Pereira?!?

Anónimo disse...

ahhhh! e q m explique directamente porque! (continuação)

Marina disse...

quer dizer, fala-se aqui d direitos do homem...
um deles é a igualdade... ou seja, tanto uma pessoa que se diz de sangue azul, como uma pessoa normal, de um reles tipo de sangue deveria poder ser presidente da républica...
porque razão deveriamos perder dreito de eleger o representante do nosso país??

já agora, o meu nome é mesmo marina, será que é preiso apresentar o número do BI para poder opinar???

Anónimo disse...

Nuno... vais "atacar" a camara de évora ? Rui

Rosmani disse...

Ninguém aqui é fascista nem teocrata muito menos cobarde trata-se da análise histórica de cada um e desculpe dizer-lhe mas o D.PedroIV apenas chegou ao poder porque Welligton caiu do poder em Inglaterra e ala mais liberal Inglesa foi atrá das conjutura francesa e espanhola para seu próprio proveito atlântico. Ninguém aqui defende a monarquia absolutista apenas era necessária para evitar aquilo que veio acontecer mais tarde. Ou esquece-se que os franceses tinham deixado o pais no caos e sem liderança.

Anónimo disse...

Sou descendente de um dos homenes que contribuiu para o fim da monarquia para agora quererem voltar a governar?
Se o Costa fosse vivo...
Paulo Jorge (nome verdadeiro)

Anónimo disse...

Olá

Mudando para reinado, mudavamos de bandeira? E de hino? Eu gostava de mudar de hino "contra canhões marchar"?! Somos um povo bravo, mas não somos totós!

Outra coisa: o convidado acha mesmo bem que não deve ser o povo a escolher todos os seus governantes?...

Anónimo disse...

epahhhh! eu acho é q esse gajo qer ser aquilo que nunca será! para mim é um oportunista que gosta é de se fazer d importante!!! esse gajo como Rei de Prtugal? fooogo
! antes dele ainda ha imensas familias e pessoas que são seguramente mais dignas e merecedoras da coroa do que esse falso!

Marlene disse...

Olá

Mudando para reinado, mudavamos de bandeira? E de hino? Eu gostava de mudar de hino "contra canhões marchar"?! Somos um povo bravo, mas não somos totós!

Outra coisa: o convidado acha mesmo bem que não deve ser o povo a escolher todos os seus governantes?...

Não foi com o meu nome à bocado...

Simon disse...

Alvim, pergunta a onde está a coroa do Rei do Portugal ((Objecto)!

lcmc disse...

ola
sou o luis e ponho a seguinte pergunta:
se em vez de gastarmos o ouro das colonias em conventos luxuosos, palácios e castelos, se o gastasse-mos para evoluir como foi por exemplo a evolução da Inglaterra que hoje é uma grande nação?

se o tivessem aproveitado melhor neste momento nao teriamos como estamos..

Alvim é um doido e ja agora hoje nao falas de sexo

rosmani disse...

Grande Alvim percebeste o que quis dizer... Grande Alvim.

rosmani disse...

Grande Alvim percebeste o que quis dizer... Grande Alvim.

rosmani disse...

Grande Alvim percebeste o que quis dizer... Grande Alvim.

Gato Fedorento tás cá dentro!!!! disse...

ainda bem que falaram no benfica porque estou com uma grande questão: eu pergunto-m muitax vexex d que clube seria o rei de portugal se ainda existisse....será que comprava os arbitros oferecendo-lhx coroas e cadeiras revstidas em pele????

Anónimo disse...

E todas as meninas têm a oportunidade de serem princesas. É engraçado telefonar para realmente não dizer nada!
Boa noite a todos!