quinta-feira, setembro 27, 2007

Depressa e bem



A diferença entre não termos tempo para nada e, do pouco tempo que temos, fazermos alguma coisa dele, está, muitas vezes, no planeamento do dito cujo – o tempo, esse animal esguio e azeitado que nos foge das mãos sempre que o tentamos agarrar (a metáfora é bonita, não é?, tirando a parte do azeite, eu sei, mas não me ocorreu lubrificante melhor, e sobretudo um que não desse trela a más interpretações).

Foi a pensar exactamente nessa espécie de praga dos tempos modernos – a da falta de tempo e não a das metáforas azeiteiras – que a ADECCO, uma empresa da área da Prestação de Serviços de Gestão de Recursos Humanos, decidiu criar a workshop Não tenho tempo para workshops.

Diz-nos a nota de imprensa que o objectivo é levar os participantes a ganharem ferramentas para uma melhor gestão do seu tempo de trabalho e de lazer. E sintetizam em três passos a aprendizagem:

- O Primeiro passo é o do auto-conhecimento das capacidades intrínsecas dos indivíduos e suas limitações.
- O Segundo passo é a exploração de todo o potencial de cada indivíduo, com o objectivo de sistematizar, priorizar e gerir as suas actividades diárias;
- O Terceiro passo é o relacionamento entre o indivíduo e os outros que o rodeiam.


O convidado será Ruben Antunes, director da Adecco Training, e vai-nos dizer que lucro podem os participantes esperar do precioso tempo – esse azeiteiro – que investirem nesta workshop.

E, já agora, se não estiverem muito ocupados, às 19 e picos coisa e tal, telefonem-nos (800 25 33 33) ou escrevem-nos para a caixa de mensagens: partilhem connosco os vossos dilemas do género «ai que já é tão tarde e ainda não fiz nada» e os vossos truques caseiros para dar a volta à questão (e temperar saladas: metem azeite e mais quê?)

É às 19. Com Fernando Alvim.

27 comentários:

o_cao_que_morde disse...

Boas tardes Sr. Dr. Alvim
O tempo é uma coisa muito complicada
Na verdade é que ele tem um grande defeito – Não pára
Um workshops não vai fazer o tempo ficar maior pois não?
Não sai porque esse tipo de coisas são muito abstractas, e não é com workshops que o problema de falta de tempo se resolve.
O que resolvia era acabarem com IC16 porque a IC19 está insuportável, isso sim resolvia 1 a 2 horitas por dia.

Anónimo disse...

Boa Tarde GRANDE Alvim!!

O tempo.....
Só me vem á ideia uma lengalenga que me ensinaram aquando da minha infancia....
" O Tempo perguntou ao Tempo, quanto tempo o Tempo tem.
Ao que o Tempo respondeu ao Tempo, que o tempo tem tanto tempo quanto o tempo o tempo tem"

Ora se nem o proprio tempo sabe o tempo que tem.... será que com um simples workshop este ser que se diz humano (nós) vai conseguir organizar-se e arranjar tempo para tudo o que quer fazer...
se nem mesmo conseguimos nós saber quanto tempo nos resta??

pois é...

com workshop ou sem ele... o que eu sei é que tenho que aproveitar ao máximo o tempo para fazer o que tenho em mente... e não deixar nada para depois....pois nunca se sabe quando o tempo acaba de vez.

Bj
Andreia

Anónimo disse...

Olá alvim, rita e convidado...
creio que o óbvio a considerar em relação ao tempo é que este não estica daí tenhamos de ser nós a encolher a nossa lista de prioridades. é na definição dessa lista de prioridades que está o problema. Como hierarquizar as nossas vontades, excluir muitas delas, se a consequência deste mundo globalizado é o turbilhão na nossa cabeça do "tenho de fazer"! Temos mesmo de fazer tudo o que nos propomos? Enfim, fica a pergunta para o especialista, um abraço ao grande alvim- inigualável, e um beijinho especial à rita amado, que não sei se hoje está aí, mas como teve na ultima quinta-feira, já me estava a fazer falta ao meu tempo!
Robrigo siena

O Freitas disse...

Não tenho tempo para escrever um comentário.

Eduardo Ramos disse...

Ora bem.
Vivo em Alfragide e trabalho em Lisboa.
Levanto-me às 7 para deixar um filho na escola e outro na creche. Trabalho das 9.30 às 18. Ando em carro próprio porque se contasse com os transportes públicos de moraria o dobro do tempo.

Vou buscar o mais velho ao ATL às 18.30, o mais novo a casa dos meus pais, que me fazem o favor de o ir buscar à creche. Chego a casa depois das 19. Por vezes às 20. Chego a conseguir ouvir a prova oral toda. Coordeno-me com a esposa no fazer o jantar, ajudar no trabalhos de casa do mais velho e nos banhos. Deito os filhos entre as 21 e as 21.30. Entre, ver televisão, fazer ginástica, Internet, namorar ( nem sempre por esta ordem e falha sempre dois itens)... 23 horas. Dormir...
Falta de tempo? Ná! A sério?

Anónimo disse...

Olá Alvim !
Então é assim.... geralmente, entre as 19 e as 20 h, encontro-me algures, entre Almada e Carnaxide, entre a 1ª e a 6ª mudança do meu carro ... por vezes tu começas e terminas o teu programa, e lá continuo eu ... neste cenário o único factor que se mantém constante é o estado de stress em que eu vivo. À dias uma amiga minha perguntou-me: andamos todos a correr para ir “prá” onde? ... e de facto é verdade ... faço um esforço enorme por exemplo para ir ao ginásio, mas acredita, que quando eu chego à sala é que eu vou descansar ... pois o que eu tenho que correr para conseguir ir a uma aula .... mas sabes o que me preocupa mais? É ter a consciência que de facto não ando a correr pelas coisas que de facto são mais importantes e me enchem a alma ... parte-me o coração, por exemplo, esquecer-me do aniversário de uma pessoa minha amiga ... é nesses momentos que de facto me questiono: andamos todos a correr para ir “prá” onde?

Maria :(

maryana disse...

Eu quero saber se no workshop aprendemos coisas giras, do género, "como enganar o tempo"?
Eu já tenho algumas técnicas: o meu relógio está sp adiantado 10m, para de manhã qdo acordo, pensar que já é tarde, mas eu sei mto bem que não é, mas assim engano-me a mim própria, e parece que fico mais tempo na cama.

E também há aquela de estar num sítio mto seca, o tempo não passar (e aqui não posso olhar para o relógio pq está adiantado), e aí tenho de pensar que estou tipo com o Alvim a correr num campo de alfaces, a ver se esse animal azeitado que é o tempo, anda mais depressa... :)

Anónimo disse...

Não tenho tempo para escrever nenhum comentario.

(Achei interessante e é o mais adequado..)

Kikas disse...

Como controlar/organizar o tempo se este na grande maioria das vezes, este não nos dá tempo para nos conhecermos enquanto individuos???

Há uma expressão que me costumam dizer, "dá tempo ao tempo", e eu dou, e continuo a dar, mas há coisas que se não se apagam e uma delas é o tempo que passa e os sentimentos e memórias que ficam.

Nós crescemos, envelhecemos e depois fica a saudade de tudo o que ficou para trás.

Tem dias em que eu sinto saudades do tempo e agora eu porgunto-me o que é o tempo afinal? Uma passagem sem volta?

Tobias disse...

Eu não tenho muito tempo para fazer as coisas do que gosto, e isto é culpa da minha namorada, não que ela requesite de min muito tempo, mas sim porque ela recusa-se a cozinhar, a aspirar, a lavar a loiça cá em casa, isto parcendo que não, ocupa-me muito tempo. Bem o melhor a fazer ... é trocar de namorada.

António de Almeida disse...

-Para quem se queixa sistematicamente da falta de tempo, a questão é mesmo a organização do individuo, o maior conselho que deixo, o qual procuro practicar o mais possível é traçar um objectivo diário, e subdividi-lo por 3 ou 4 parcelas, ao género o que tenho para fazer hoje, até ao final da manhã terei de alcançar X, a meio da tarde Y, no final do dia antingirei Z. Não sendo uma receita milagrosa, que aliás não existem, posso garantir que funciona, mas para tal os objectivos a que nos propomos têm de ser realistas, não adianta embarcar em utopias, traçar objectivos megalómanos, e depois corrermos atrás do tempo, planificação é a palavra-chave.

Vítor disse...

O tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo que tem tanto tempo quanto o tempo tempo tem...
Ou seja, h� sempre tempo, basta querer e querer � poder...
N�o sejam sedent�rios!

Joao disse...

BOA NOITE
TEMPO ? HUMMMMMM
EU BEM VOS QUERIA OUVIR, DESDE O PRINCIPIO. MAS SÓ VOU SAIR AGORA DO TRABALHO. ESTOU EM TORRES VEDRAS VOU PARA CASCAIS, GOSTARIA DE SABER COMO GERIR O TEMPO JUNTAMENTE COM TUDO O RESTO.
UM ABRAÇO, JOAO MIGUEL

Bruno disse...

sempre que meto o meu status em ocupado no messenger é quando ainda mais pessoas me vêm chatear lol tenho que dizer 10x que não se passa nada de errado! principalmente com raparigas, são capazes de inventar mil e uma teorias para a minha "falta de disponibilidade" para conversa, quando na verdade há aqueles dias em que simplesmente não quero falar com 100 pessoas ao mesmo tempo!

Anónimo disse...

O tempo passa depressa demais quando se ama...

eu disse...

O ter tempo,passa pelo ter paciencia para...por exemplo se alguem me pedir algo e eu disser q n tenho tempo...e na boa, mas se disser q nao tenho paciencia vou directamente para i inferno s passar pela casa partida e s receber a guita!Eu tenho a minha máxima do deitar tarde e cedo erguer tudo da para fazer,norma geral consigo fazer tudo ao que me pre-disponho e acabo por fazer mta coisa e seja em dia de trabalho seja de ferias,seja de fds...ha sp uma soneca ou outra p repor energias,mas afinal so se vive uma vez....:)bom dia a tds!

Anónimo disse...

...e davagar demais quando se trabalha...

Demanjo disse...

Já Einstein dizia:
"Tempo é relativo!"
E bem vi isso hoje!!!
Quando mais depressa queremos que o tempo avança, ELE abranda e mesmo muito!!! Quando nos concentramos em fazer algo, parace que foi pouco tempo, mesmo que passe para ai uns 4 5 horas...

Os jogos computadores sem dúvida que são para muitos um autentico desperdicio de tempo, para outros a melhor forma de passar o tempo!!!

Mas sem dúvida que a formação é uma boa maneira de ganhar tempo futuro!

Já agora o que pensa do convidado sobre o Banco do Tempo? (lá de cima no PORTO) penso eu que é lá?

Anónimo disse...

Ouvir a Prova Oral é perder tempo? :)

Verónica da Madeira disse...

Alvim, perdemos muito tempo na auto-estrada a fazer o percurso casa/trabalho e trabalho/casa. K seca...

Anónimo disse...

ai que já é tão tarde e ainda não fiz nada! e ainda por cima por vossa causa! lolol

Anónimo disse...

Às vezes perdemos muito tempo com coisas que não valem a pena...

Filipe disse...

boas tardes alvim! o meu problema não é a falta de tempo, é ter tempo a mais e não o conseguir preencher. estou a repetir matemática no 12º ano e so tenho 3 aulas por semana, ou seja, o resto do tempo não tenho quase nada para fazer. agora pelo menos posso ouvir a prova oral! tenho de estabelecer objectivos como estavam a dizer porque isto anda muito parado. abraço para ti e para os convidados. POR FAVOR LÊ!!! É A 1ª VEZ QUE ESCREVO

Anónimo disse...

Qual o tempo que resta a uma pessoa que têm 2 empregos para poder sustentar a familia? Só tem tempo para dormir e pouco mais...

Anónimo disse...

alguém conhece algum sitio onde o dia tenha mais de 24h?

Anónimo disse...

130 euros.... nao ha tempo

João Dino Martins disse...

Olá, em relação ao tempo, a única relação que ele tem é apenas ser relativo à própria existência desse mesmo tempo. Prova disso é quando estamos prestes a ter um acidente, parece que o tempo abranda momentos antes, como se nos estivesse a dizer "põe-te a pau e mexe-te antes que leves com um camião em cima". Em várias situações, o tempo ajuda-nos, assim como em algumas só nos chateia. Por isso, "quereis" tempo? "Trabalhai" que ele nunca mais acaba..