sexta-feira, setembro 07, 2007

Foi em Setembro, na Madeira, que te conheci



Hoje, a Prova Oral levantou voo e foi até à Madeira: sim emissão em directo, a partir de lá. E como somos deveras originais, vamos falar de quê? Não, não é do Dr. Alberto João Jardim (embora também se possa fazê-lo); mas da Madeira, ela própria, a única.

Ah, o mar, o Sol, a paisagem, o vinho (o Presidente do Instituto do Vinho da Madeira, Dr. Paulo Rodrigues, será um dos nossos convidados), a comida, os bares, a música, a literatura (outro convidado será o escritor madeirense Constantino Palma) e artes afins; as pessoas; os defeitos, as virtudes – todas as idiossincrasias do sítio que vocês, ouvintes madeirenses (ou não-madeirenses, mas que conheçam bem a Madeira), nos queiram revelar, via 800 25 33 33 e caixa de comentários do blogue.

Pelos mesmos meios, quem nunca lá pôs os pés e só a conheça dos postais ilustrados e dos noticiários sobre a campanha eleitoral, soltem a trela da vossa curiosidade, do vosso ímpeto comentador e digam-nos coisas.

É a partir das 19, com o gondomarense Fernando Alvim no papel de madeirense e a madeirense de gema Cátia Simão (a vida tem destas ironias) no papel de lisboeta cheia de inveja por não ter ido também.

18 comentários:

o_cao_que_morde disse...

Boas tardes e boa vida grande fim-de-semana na Madeira não é verdeje Sr. Alvim?
Só fui ai 1 vez e gostei muito é uma terra muito bonita com Mulher bonitas mas perigosa, é que as meninas da madeira tem uma grade vontade de conhecer o continente.
Já agora a Discoteca Vespas ainda existe?

Berdades disse...

Nosso Sinhor dea a boa tarde amessês toudos q’estam daí aprantados desses bancos da tilhefonia. Daqui fala compadre Jodé que tamém vai toudos ui dias à sexta feira da tilhefonia da antena 3 da nossa Madeira. Moro da cidade de Santana, donde tem daquelas casa de palha e ei retretes abafadas com zinco.
Com q’antão amessês véram daqui desta terra fazer aquele pugrama da tilhifonia da prova ural? Deviam ter convinado com o doutor Umberto João pa falar c’amessês, porque ele tamém é um peste pa caçoar.
Credo nã levem a mal mazé q’eu cá nã sei escrever mai milhor q’isto, porque a escola que tive foi de foice na mão e pau nas zarcas. Só Deus sabe o c’a pessoa s’infernou naquele tempo p’aprender uãs letrinhas p’medo d’assentar o nome dos papeles do banco.
Ainda bem que véram, gustava de conhecer o senhor Alvim mei nã posso p’medo do trabalho que tanho pa fazer da porta, senão é q’ia memo daí ver ao vivo. Espero c’amessês gostem disto tudo por cui e j’agora aproveitem bem e vaiam até Cambra de Lobos pa buer uã poncha e meter da pança uns pedaços de gata, q’é bembom ou Antão ao Caniçal onde podem mercar uãs baoas castanhetas fritadas, mei nã comam muito p anã impandeirar. Se quizerem uns pezinhos d’inhame ou semilhas novas eu cá possam arranjar basta trazer a saca vazia.
Ca mêma vou acender a tilhifonia a essa hora pa escutar amessês a bilhardar porque eu cá gosto d’ouvir eis pessoas que tilhefonam pr’ aí a dar conselhos se bem c’ai vezes nã atremo tudo o q’eles botam dei ventas pá rua.
Adeus e suidades a toudos.
Compadre Jodé

Martins disse...

Boa Tarde,
Depois de saber que iria ser este o tema, não hesitei em escrever pela primeira vez para a prova oral.
A madeira tem muito que se lhe diga, só quem cá vive é que sabe o verdadeiro valor desta ilha.
Desde paisagens, ao espectacular mar, Levadas, entre muitas outras coisas Lindas que esta possui.
E que cada dia que passa, é um passo para a evolução da mesma.
É necessário mencionar, que muita gente que nunca cá veio, tem ideia que isto não passa de um fim-do-mundo, onde não existe nada para além da sua beleza ambiental.
Espero que com o passar do tempo as pessoas se apercebam do contrário.
Grande Abraço Alvim

Anónimo disse...

Boa Tarde Pessoal,

Até que Enfim Alvim, um programa da Madeira...
Bela Terra, tens de aproveitar bem Alvim. Podes começar por subir o Monte de teleférico e descer nos famosos carros de Cestos... é uma descida alucinante:)
Depois vais até à Serra de Agua e bebes uma bela Poncha na tasca que lá há (Agora nao sei o nome). E vê lá se não te perdes pelo meio de tantos "furados" (Tuneis). Aproveita e faz tambem um passeio pelas levadas, é magnifico. Ah e ja agora aproveita para dar um mergulho no Mar(as aguas limpidas e mornas a isso convidam).

Não te esqueças de Explicar no Programa que a MAdeira não é tão pequena como o pessoal do Continente pensa (Assim que sabem que eu sou da Madeira estão logo a perguntar se eu conheço o X e Y. Devem pensar que ai somos todos vizinhos:))

Diverte-te por ai e ja agora a discoteca Vespas ainda existe :)

Um Grande Abraço

De um Madeirense no Contenente.

António de Almeida disse...

-Já estive por 2 vezes na Madeira e outras tantas em Porto Santo que considero "apenas" possuir a melhor praia de Portugal. De Porto Santo desejo apenas que não estraguem aquela maravilhosa paisagem, o encontro com a natureza, com construções ao género dos tristes exemplos do outrora belo Algarve. Em relação á Madeira poderiam perguntar ao convidado o porquê da Madeira não ter, julgo eu, vinhos de mesa, pelo menos aqui no continente não são divulgados, aprecio aí também um bom bodião, bife de atum, espetada mas em pau de louro, carne em vinha de alhos, arroz de lapas, tudo de fazer crescer água na boca. E que dizer do bolo do caco ou do bolo de mel? Das trutas? Para apreciar as levadas, a floresta laurossilvica, etc, a Madeira é fantástica!

GrandeSofá disse...

Relaxa no sofá e deixa fluir tudo o que te vem a mente, o que pensas…

Mais que um sofá…a alternativa…a tua opinião conta :)

http://grandesofa.blogs.sapo.pt/

Um blogue da Madeira para Portugueses :)

GrandeSofá disse...

Parabéns cátia pela observação é de todo verdade que não se sabe imitar o sotaque madeirense,dificlmente o sabem fazer,a única actriz que o sabe fazer muito bem é a maria ruef,e qualquer tentativa extra das pessoas que querem gozar dos madeirense em lisboa,só mete nervos porque não sabem distinguir o madeirense do açoriano.Abraço

Tiago Custódio disse...

''Madeira é um paraíso para passar férias, mas um inferno para viver''.Palavras da minha namorada.As pessoas são pouco simpáticas e discriminam os continentais.Tenho dito.

Joaquim Leça disse...

Bem-vindo, Alvim!

Logo à noite, estarei na Ponta do Sol. Até que enfim, que fazes um programa aqui na Madeira. Espero que outros se sigam a este, porque a Madeira tem muito assunto para falar.
Parabéns!!!
Abraço!

PS - Já sabes o que significa "abelhinha"?

Anónimo disse...

Bem vindo a Madeira Alvim,
Aproveita e disfruta da ilha , que é o que eu tenho feito desde que cá cheguei e tão cedo não quero sair.
Sou de lisboa, e sempre que lá vou, muita gente goza desta maravilhosa ilha, e dos próprios madeirenses, que são bastante acolhedores e simpáticos.
Quando lá voltares, não te esqueças de defender a ilha!!
Não te esqueças da ponchinha e da Nikita para o aquecimento. E depois passa pela "nossa"Bem vindo a Madeira Alvim,
Aproveita e disfruta da ilha , que é o que eu tenho feito desde que cá cheguei e tão cedo não quero sair.
Sou de lisboa, e sempre que lá vou, muita gente goza desta maravilhosa ilha, e dos próprios madeirenses, que são bastante acolhedores e simpáticos.
Quando lá voltares, não te esqueças de defender a ilha!!
Conselhos:
Passa pela espetada com milho frito e bolo do caco com manteiga de alho.
Não te esqueças da ponchinha e da Nikita para o aquecimento. E depois passa pela "nossa" grande noite!
Abraço

A Carolina da Saia disse...

Olá

Não sou da Madeira mas sim dos Açores, mais especificamente das Flores.
Tenho achado imensa piada ao programa de hoje - e lanço-te o repto Alvim, de fazeres um programa sobre os Açores!!!

Acho curioso que peçam à Cátia Simão ananases da madeira, porque a mim pedem-me bananas dos açores.

E nao digam que os lisboetas sabem falar Micaelense, porque simplesmente não chegam lá!

Bem já fui à Madeira, 2 vezes...e sim fui ao Barco dos Beatles...e até as vespas...
Os madeirenses como todos os ilheus são uma simpatia e é uma ilha linda.

Alvim desfruta ai as "belezas" da madeira e nao te esqueças de comer o docinho Bolo de Mel,o peixe espada preto, e Leva à Cátia uns rebuçadinhos de funcho!!!

Night im Madeira disse...

Boas tardes...
Sem duvida a Madeira é um paraiso...e cada vez mais um paraiso diversificado....mas porque so falar das coisas boas...Refiro tb que a Madeira é um enorme paraiso de pedofilia...sim sim...Crianças na rua a prostituirem-se....Isso sem tem de acabar...Ñ invistam em hoteis 6* mas sim em limpeza de ruas e de patroes de meninos...Mas de resto tem um grande presidente e uma optima gente...Respeito akela terra...
Abraços e saudações...
Parabens pelo programa.

jamgirl disse...

eu nao acredito!!! prova oral a falar da minha ilha... maravilha.

Anónimo disse...

Correcção:
Bem vindo a Madeira Alvim,
Aproveita e disfruta da ilha , que é o que eu tenho feito desde que cá cheguei e tão cedo não quero sair.
Sou de lisboa, e sempre que lá vou, muita gente goza desta maravilhosa ilha, e dos próprios madeirenses, que são bastante acolhedores e simpáticos.
Quando lá voltares, não te esqueças de defender a ilha!!
Conselhos:
Passa pela espetada com milho frito e bolo do caco com manteiga de alho.
Não te esqueças da ponchinha e da Nikita para o aquecimento. E depois passa pela "nossa" grande noite!
Abraço

veronica disse...

abelhinha = taxi
horário = autocarro
passadas = escadas
furados = tuneis
tilhefonia = rádio
jinela = janela
retretes = casa de banho
amessês = vocês
caçoar = dizer coisas para rir
mazé = mas é
racas = costas
pança = barriga
impandeirar = barriga a crescer
semilhas = batatas
atremar= ouvir


Beijos Alvim!!!

veronica disse...

*zarcas = costas

Fiel Arcanjo vs Anjo disse...

Sou uma ouvinte assídua do vosso programa “Prova Oral” e vocês muitas vezes são a razão de muitas das minhas gargalhadas quando vou a caminho do emprego enfrentando por vezes as filas de trânsito e ou um outro dia, momento menos bom.
É com muito gosto que oiço falar da minha terra, da terra que eu amo, mas a qual lamento que ainda seja feita de mentes tão limitadoras quanto à «diferença» e é com muita pena que no meio de tanto cartaz espalhado pela ilha (que só ajudam a poluição visual) não se encontro um simples cartaz da Campanha Europeia "Todos Diferentes Todos Iguais".
Nada é perfeito e esta terra também não o é, nem ninguém pede tanto…muito mais havia por dizer, mas tudo cansa até mesmo as palavras.

Anónimo disse...

OLá...

Já tenho saudades de ouvir a prova oral, os temas que revolucionam as mentes mais tímidas.
Os poucos vamos conhecendo as nossas proprias fraquezas e tb conhecendo amigos para toda a vida.