quinta-feira, setembro 20, 2007

1+1=1



Mote: as revistas Men’s Health e Cosmopolitan promoveram um questionário conjunto que envolveu 37.691 leitores, em 13 países, a fim de descobrir o parceiro ideal. Poupando-vos os pormenores técnicos do estudo, aqui vão alguns dos resultados:

Os resultados revelam que 33,9 por cento dos homens portugueses privilegiam a inteligência nas mulheres, mais do que o corpo ou outros atributos. Enquanto que as mulheres portuguesas preferem homens carinhosos e com sentido de humor (45 por cento).

No que diz respeito ao sexo, a maioria dos homens gostaria de ter relações sexuais três a quatro vezes por semana (31,41 por cento), enquanto que 30,69 por cento dos entrevistados apenas refere uma vez por semana. Neste âmbito, as mulheres portuguesas coincidem com este desejo: 44,38 por cento das inquiridas revela a sua preferência em fazê-lo três a quatro vezes por semana.»

Na cama, tanto os homens (43,08 por cento) como as mulheres (47,74 por cento) gostam de ouvir o que os torna únicos e especiais. Quanto aos preliminares, ambos os sexos também estão em sintonia: quinze minutos é o tempo ideal e necessário para uma relação sexual satisfatória (48,08 % das mulheres e 40,06 % dos homens).

As mulheres valorizam também homens que tenham em conta as suas necessidades e desejos. Quando interrogadas, elas destacam a consideração – o facto de eles se preocuparem em saber se elas estão a gostar e a ter prazer (57,66 por cento das leitoras portuguesas da Cosmopolitan). As respostas masculinas coincidem, 26,95 por cento dos portugueses dão importância a este atributo.

Segundo os resultados do estudo, 41,17 por cento das portuguesas afirma, ainda, que eles ficam perfeitos só com um duche rápido e a barba feita, um resultado que não difere muito dos restantes países. No caso dos homens, elas devem investir algum tempo na imagem, de modo a ficarem mais bonitas para os seus namorados (52,88 por cento). Contudo, os lusitanos são conservadores, pois não gostam que elas andem muito despidas (53,17 por cento).

Numa situação em que a mulher ganhe mais do que o homem, ambos os sexos têm a mesma opinião. Eles (63,83%) e elas (83,21%) preferem dividir custos e não falar muito acerca do assunto.

O estudo prova que os portugueses são ciumentos. Quanto interrogadas sobre o que poderá ameaçar uma relação, elas destacam como principais entraves: o contacto próximo com as ex-namoradas (77,23%), se ele for muito dado a “flirts” (81,9%) e tiver maus “modos” (84, 38%). Na perspectiva masculina, a relação pode não dar resultado se ela for muito dada a “flirts” (70,03%), continuar a falar muito com os ex-namorados (69,02%) ou tiver “maus hábitos” (66,57%).

O estudo apresenta, ainda, algumas conclusões acerca dos factores que podem “arruinar” uma relação sexual. Neste ponto, os portugueses também estão em sintonia. Os homens referem o silêncio ou o “não fazer barulho na cama” como uma das principais razões de insatisfação (78,53%), enquanto que elas referem o facto dele “não ter resistência” (90,98%) e “não fazer barulho” (83,21%).

Os dados internacionais não diferem muito dos resultados portugueses. A característica que os homens mais valoriza é a “doçura/ser carinhosa”, essencial para ter uma namorada perfeita (25,31 por cento). Quanto ao sexo, os homens preferem fazê-lo 3 a 4 vezes por semana (35,42%), enquanto que “beijar mal” é a razão mais apontada para arruinar uma relação sexual (54,69%).

Os resultados globais referem que as mulheres destacam o “sentido de humor” como a principal característica para o namorado perfeito (33,35%). Mesmo que ele não seja muito falador, elas necessitam que os seus pares comuniquem os sentimentos através de um beijo e de um abraço apertado (62,87%).


Para discutir estes resultados connosco convidámos o sexólogo Quintino Aires. Quanto a vocês, peguem nos itens acima enumerados e digam-nos de vossa justiça: via 800 25 33 33 ou caixa de mensagens do blogue, sublinhem o que coincide ou não com a vossa experiência, e contem-nos então o que torna uma pessoa o vosso parceiro ideal.

É a partira da 19, com Fernando Alvim e Rita Amado, um dos pares ideais da Prova Oral.

18 comentários:

Blase_t disse...

Olá Alvim...
Antes de mais quero dar os parabens pelo programa que me acompanha a mts anos...

Agora sobre o tema de hoje... deixo-vos apenas um link para um post do meu blog http://blasadas.blogspot.com/2007/09/dicionrio-feminino.html
para que antes de todos procurarem o par ideal consigam perceber a linguagem da mulher....

beijos e abraços para tds

Anónimo disse...

Se Cada vez mais está provado, mulher é uma especie completamente à parte do homem, porque é que elas querem cada vez mais iguais a nós?
Já não basta as mulheres usarem menos cerebro mais intensamente e com mais "centros de actividade" (por isso é que nos conseguem verborear, cuidar do petiz cozinhar, limpar a casa e pintar as unhas ao mesmo tempo).
Pode-se distinguir a mulher do homem por qualquer pedaço de corpo, seja ele um pedaço de carne osso ou cabelo.
Quimicamente as mulheres são algo diferentes e hormonalmente são muito diferentes o que origina o mau génio delas, totalmente diferente do nosso, a sua fraqueza fisica e a superior resistencia a doenças e a traumas.
Então porque é que elas querem ser como nós??
Será porque elas sabem e não querem assumir o facto de sermos o sexo forte?

Eduardo Ramos disse...

Boa tarde!
Duas coisas.
1ª - Eu e a minha esposa concordamos em 100% com a pesquisa.
2ª - Os meus vizinhos que me desculpem pelo barulho em dias de... confraternização!

Abraço!

o_cao_que_morde disse...

Boa tarde Fernando Alvim e Rita Amado e também ao convidado
Esses resultados são dos leitores das revistas não dos Portugueses
Não devemos infelizmente pensar que a maioria dos Portugueses estão mais evoluir na sua maneira de pensar.
Os resultados não são muito surpreendente levado em conta que os leitores destas revestias são pessoas jovem e da classe media e media alta.

o_cao_que_morde disse...

Desculpas mas tenho que divulgar
Á uma iniciativa da Animal, que visa alterar a legislação no que diz respeito à protecção dos animais.
Eu tenho um link no cabeçalho do Blog
Vai ver e assina se concordares e já agora divulga por favor
Obrigado

Anónimo disse...

Estou consigo Eduardo Ramos:
Faz muito bem em fazer barulho.
Os vizinhos que arranjem o que fazer.
O importante é confraternizar!

Filipa disse...

Olá Alvim e malta da prova oral. sobre o tema de hoje, acho que vai gerar discussão. sexo forte e sexo fraco não existe. Existe sexos diferentes. Mas sim acho que homens e mulheres tem formas diferentes de ver o sexo, não pelo sexo ao qual pertencem mas pela sua maneira de ser, de estar na vida, de gostar de ver filmes ou preferir limonadas..vamos deixar de confundir as coisas, numa sociedade tão aberta, não há lugar para diferenciar os sexos.

beijos

Demanjo disse...

Boas tardes à malta toda.
"Os resultados globais referem que as mulheres destacam o “sentido de humor” como a principal característica para o namorado perfeito". Bem é verdade ou não, quando elas estão preocupadas com algo, uma simples graçola ou comentário diferente para animar, elas largam aquele sorriso do tipo: "seu bobo". E lhes faz sentir que, nem que seja por um momento como a 'gaja' (posso dizer, penso eu?) mais sortuda do mundo.
From Setúbal

Mathematicus disse...

Já agora 1+1=1 é falso. é mais 1+1=3, o terceiro pode vir no caminho...

Jorge Bicho disse...

Grande Alvim,

antes de tudo, deixa-me dizer que assim até jogo futebol mais descansado. boa 6ª.

quanto ao tema, acho que a maioria dessas estatísticas são absolutamente falaciosas. falas com uns e outros e a verdade é que nas questões de sexo a maioria das pessoas mentem. geralmente para amioria das pessoas, pelo menos para mim, o parceiro ideal é sempre aquela com que estou. as ocasiões e as situações definem muito mais essa questão. além disso, acho que as mulheres dominam aí. se elas não querem - nada feito.

abraços

miguel disse...

prova oral ás 6 da manha,nem todos podem ouvir de tarde,lembrem-se de kem trabalha de noite,sempre era uma boa companhia para acabar o«dia»de trabalho

Um pedacinho de mim... disse...

O olhar...hummm....Sim, concordo com a Aida...Muuuuito importante!!!
:-P

Amenfis Quabor disse...

Estará o lado feminino do homem (pois são XY) a desenvolver-se tornando-o mais sensível e aberto a um sexo cada vem mais sensacional e emocional?

Anónimo disse...

ó alvim e tu? Ficas amigo de todas as tuas ex-namoradas?:)

Anónimo disse...

a porca é mais entre mulheres

Renato disse...

Boas! Gostei alvim "Sua porcaaa" eheh Concordo contigo em relação à amizade com as ex-namoradas, cada caso é um caso e eu hoje por acaso sou o melhor amigo da minha ex-namorada. A minha actual namorada não se sente mal com isso porque falo da minha ex-namorada como uma amiga.
Não ouvi o programa do início já o apanhei a meio... será que fica disponível em podcast? Agradecia! Grande abraço!

Fernando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

oi