quinta-feira, fevereiro 21, 2008

O céu



O Emanuel Santos e o José Matos, da Associação de Física da Universidade de Aveiro (FISUA para os amigos), querem, juntamente com os colegas, espicaçar a curiosidade de todos – e não só dos académicos – em relação à Física e à Astronomia. Vão estar hoje na Prova Oral para nos contar pormenores do seu plano maquiavélico – espicaçar a curiosidade às pessoas é coisa que não se faz, valha-me deus –, desde os cursos de Astronomia que promovem todos os semestres, às palestras e worksops que levam às escolas e que são orientadas segundo o grau de escolaridade de cada público, às sessões de planetário (eles, vejam bem a perversão, arranjaram inclusive um planetário portátil, que cabe dentro de uma sala de aula), construção de micro-foguetes, sessões de observação nocturna, diurna e mais uma data de coisas.

Vão-nos contar também o que torna a Universidade de Aveiro tão especial, que há sempre boas iniciativas na órbita dela; como os públicos mais jovens reagem as esta coisa de ver estrelas sem terem que bater com a cabeça num poste da edp (acham batota?), se os mais velhos se deixam fascinar da mesma maneira ou se amuam por não compensar a dor de pescoço, uma vez que nada explode em multicores como no São João.

Quanto a vocês, vá, telefonem para o 800 25 33 33 ou encham-nos a caixa de mensagens de comentários e dúvidas astronómicas: se Vénus era realmente uma grande designer de camisas; se está provado que Plutão é mesmo o pai do cão do Mickey; novidades de Mercúrio, esse cromo; os aumentos do preço das portagens na Via Láctea; a figura de ursa de certas estrelas; a quantidade e a temperatura de óleo ideal para a confecção de um bom céu estrelado e o que mais vos ocorrer. É a partir das 19, com Fernando Alvim e Rita Amado.

35 comentários:

Anónimo disse...

Olá!

Cumprimentos a todos vós! (pronto, já está despachada esta parte...)

Não sei se foi esta "equipa" que há muito, muito tempo, para aí em 1993-94, foi à secundária onde eu andei (Esc. Sec. Afonso Lopes Vieira, em Rêgo d'água, Leiria), e realmente tinham lá montado um planetário insuflável, que cabia dentro da sala de aula. Parece-me muita coincidência que hajam mais que um grupo a fazer isso cá em Portugal. Apenas posso dizer que adorei. Na altura fiz uma pergunta "meio estúpida", que foi um bocado como um ovo de Colombo, ou lógica da batata: o meu avô ensinou-me a algumas constelações; não me lembro de quase nenhuma (que vergonha!); mas uma de que me lembro é o "Sete Estrelas". O que se passava nessa altura, é que já há muito tempo que eu não via as 7, apenas 6. E então perguntei o que se passava, se alguma das estrelas se teria "fundido" (perguntas de um gajo com 16-17 anos). A resposta foi simples : provavelmente essa estrela estará ocultada por outro corpo. Ainda hoje é a única experiência que tenho em visita de planetários. Já estive para ir ao da Gulbenkian, já estive mesmo à porta, mas nunca tive pontaria com os dias, ou às vezes com as horas. Mesmo consultando o horário na internet...
Quando andava a repetir o 12º, em 1994-95, numa outra escola, a Esc. Sec Domingues Sequeira (em Leiria, mais conhecida pela "Comercial" (antiga Escola Industrial e Comercial de Leiria) houve uma palestra dada por uma professora da universidade de Coimbra, onde entre alguns temas, lembro-me de ela falar sobre magnetes, ou ímans ("ímans", não "himens"!), e também sobre asas dos aviões e os aillerons (na prática, uma asa virada ao contrário (cuidado, se os gajos to tunning descobrem isso, ainda tentam montar os aillerons ao contrário, para tentar fazer os carros voarem : )

Acho que estas iniciativas são sempre de louvar, pois acabam por mostrar-nos alguma utilidade da Física, o seu lado práctico. De que me serve saber que x = x0 + v0t + (gt^2)/2, ou que E = mc^2 ?

Uma última pergunta: este grupo está relacionado com as observações que se costumam fazer no Pinhal de Leiria, no Observatório Astronómico Pinhal do Rei, entre a Marinha Grande e São Pedro de Moel, Ciência Viva no Verão?

Já agora, o que é um worksop? :-p

CIAO!

Ass: Samicas Alguém

livro "Física Divertida"

Rita disse...

Ola a todos! =)

Sou estudante de engenharia do ambiente, e como tal, carrego umas quantas físicas no meu curso, (so por causa dakele pequeno grande pormenor chamado "engenharia").
Como disse o físico francês Claude Cohen-Tannoudji «A Física pode contribuir para uma melhor compreensão do mundo e para a paz entre os povos». E com toda a razão.

É impossivel não associar nomes à física como é o caso de Albert Einstein, que nos surpreendeu com a equação E= mc2 (A expressão significa - energia é igual a massa vezes velocidade da luz ao quadrado.), Isac Newton (que demonstrou a consistência que havia entre o sistema por si idealizado e as leis de Kepler do movimento dos planetas, foi o primeiro a demonstrar que o movimento de objetos, tanto na Terra como em outros corpos celestes, são governados pelo mesmo conjunto de leis naturais), entres muitos mais...

Agora entende-se a ligação da física à Astronomia... Pois através de várias formulas que nunca chegaram a ser refutadas, conseguimos perceber todos os fenómenos que ocorrem tanto na Terra como em qualquer outro ponto do universo...

Bom tema! ;)
Beijinhos

Anónimo disse...

hummmm exploração espacial?

no céu há cheias?

Joao disse...

OLA BOA NOITE ,RITA/ALVIM E CONVIDADOS.
Podem me explicar como é possivel se uma nave espacial quando esta em orbita vai a uma velocidade de milhares de km/hora, quando os astraunautas saeem das naves ficam juntos a nave e nao vao a fazer sky atraz delas. Como é que isto acontece ? obrigado e um abraço.
Crazidog

Anónimo disse...

ESTES ULTIMOS TEMAS TÊM SIDO UMA SECA!!!

Anónimo disse...

CIENTISTAS AFIRMAM TER LOCAIZADO O PONTO "G" DAS MULHERES!

Orgasmo vaginal, ejaculação feminina. Lenda ou realidade? Em termos anatómicos, o mistério gira em torno da localização do fugidio "ponto G" das mulheres. Será que foi encontrado?
Cientistas afirmam ter localizado o ponto G das mulheres graças à ecografia
21.02.2008 - 09h31 Ana Gerschenfeld
Quando, em 1950, o ginecologista alemão Ernst Gräfenberg postulou que as mulheres possuíam uma pequena região erógena particularmente sensível, situada no espaço entre a vagina e a uretra, nunca terá pensado que, no século XXI, os especialistas ainda estariam a debater a veracidade - ou não - da sua hipótese.

O ponto G, assim baptizado nos anos 1980 em sua honra, era uma tentativa de explicar por que razão algumas mulheres diziam ter orgasmos particularmente intensos e profundos, provocados pela estimulação da parede anterior interna da vagina. Mas é um facto que, até hoje, as provas científicas da sua existência não abundam. Existem, sim, testemunhos de mulheres que garantem ter orgasmos vaginais - por oposição àquelas que têm orgasmos clitoridianos ou que não têm orgasmos - e de mulheres que relatam mesmo uma ejaculação semelhante à do homem durante o orgasmo. Mas os dados são subjectivos e pouco fiáveis.

Essa situação poderá mudar em breve, se se confirmarem os dados preliminares obtidos por uma equipa de investigadores italianos, que adoptaram uma abordagem diferente, através da ecografia ginecológica, para tentar visualizar o ponto G. Pela primeira vez, descobriram sinais anatómicos que, segundo dizem, confirmam a existência do ponto G.

Emmanuele Jannini, da Universidade de L"Aquila, e a sua equipa, que vão publicar os seus resultados na próxima edição (de Março) do Journal of Sexual Medicine, fizeram ecografias com sonda vaginal a 20 mulheres, das quais apenas nove diziam ter orgasmos vaginais. E descobriram que essas nove mulheres apresentavam uma maior espessura do tecido situado entre a uretra e a vagina do que as outras. "Pela primeira vez", disse Jannini à revista New Scientist, torna-se possível determinar de maneira simples, rápida e barata se uma mulher tem ou não um ponto G."

A próstata das mulheres?

Os mesmos investigadores já tinham feito, em 2002, uma análise bioquímica dos tecidos em causa. E tinham detectado a presença de uma proteína, a PDE5, que nos homens está relacionada com a erecção (o Viagra actua inibindo a acção desta substância). Nessa altura, Jannini tinha dito à New Scientist que isso poderia significar que os orgasmos vaginais estivessem relacionados com umas pequenas glândulas, igualmente situadas na região do hipotético ponto G: as glândulas de Skene. Também conhecidas como "próstata feminina", estas pequenas estruturas comunicam com a uretra e poderão ser o sítio onde tem origem a ainda mais hipotética ejaculação feminina, uma descarga de líquido para a uretra que algumas mulheres afirmam ter ao mesmo tempo que o orgasmo vaginal. Para Jannini, os últimos resultados vêm reforçar o elo entre as glândulas de Skene e o ponto G.

"As mulheres sem qualquer indício visível de ponto G não podem ter orgasmos vaginais", salienta o investigador. Para as outras, não há porém razão para desespero: "Ainda podem ter um orgasmo normal através da estimulação do clítoris."

Mas nem todos os especialistas ouvidos pela New Scientist se mostraram assim tão optimistas: há quem pense que todas as mulheres têm um ponto G, mais ou menos activo; há quem pense que o que os cientistas italianos encontraram não é senão uma ramificação do clítoris; há quem pense ainda que o orgasmo vaginal é algo que se adquire com o treino, que faz aumentar a espessura do tecido entre a uretra e a vagina, tal como o culturismo aumenta o volume dos músculos.

Quanto a saber se o ponto G não será apenas uma extensão do clítoris, Jannini, contactado pelo PÚBLICO, dá os seus argumentos: "No fundo", diz o investigador, "temos a certeza de que estamos a medir uma extensão do clítoris! O ponto G é na realidade uma região que contém vasos (a corpora cavernosa do clítoris), glândulas (de Skene) e nervos (que, como mostrámos em 2002, contêm PDE5, isto é a maquinaria bioquímica da excitação masculina, o alvo do Viagra). Portanto, o ponto G é uma região complexa que contém todas estas estruturas, quando presentes. Digo "quando presentes", porque algumas mulheres não possuem nenhuma destas estruturas."

O que vem a seguir? "Estamos agora a determinar quantas mulheres têm um ponto G", diz-nos Jannini. "Isso é fácil e é apenas uma questão de tempo: queremos ter pelo menos 200 participantes antes de publicar."

Mas, "o que é mais importante", os investigadores estão já a pensar em possíveis fármacos que permitam aumentar o ponto G das mulheres que o têm. "Estamos agora em vias de mostrar que o ponto G (tal como o clítoris) depende dos níveis de testosterona em circulação", salienta Jannini. "Trabalhamos com mulheres que tiveram uma menopausa precoce e que, como apresentavam níveis patologicamente baixos de testosterona, recorreram a um adesivo de testosterona (à venda na Europa há seis meses). E os nossos resultados preliminares indicam que, durante esse tratamento, o tamanho do ponto G destas jovens mulheres aumentou." Vem aí o "Viagra" feminino?

Arcebispo de Cantuária disse...

Duas perguntas:

Afinal o que é um buraco negro? Sabe-se ou especula-se? E anti-matéria e alterações espaço/tempo, é tudo coisas de Galáticas e Star- Trecks?

Em que é que Plutão é diferente de, por exemplo Mercurio que é um calhauzito, para ter sido "desrpomovido"? E qual a vantagem disso para a Astronomia (dado que para as "pessoas normais", só gera confusão, mas toda a mudança o faz....)

Abraços

Angélika disse...

Eu tenho uma dúvida!!!

Li há dias num jornal (já não sei precisar em qual), que encontraram hidrocarbonetos em Titã.

Como é que explicam a presença de hidrocarbonetos nesta lua???

Será que a prospecção em Titã poderia ajudar na nossa crise Terráquea do consumo de hidrocarbonetos???

Depois de ter visto na Tv uma notícia sobre o entulho que navega em redor no nosso planeta, tenho outra questão: Como é que se elimina a quantidade horrível de entulho que anda a pairar em redor do nosso planeta???

Cumprimentos para todos
Angélika

P.S. Ouvi dizer que andavam a testar relações sexuais com gravidade zero, será a pensar na colonização da lua???

(Eu tinha de disparatar!!!)

Pedrinho disse...

Como é que um gajo faz para fugir do nosso planeta? É que este planeta tem os dias contados... É verdade que se todos os planetas do sistema solar se juntassem não tinham a proporção de Júpiter? Ouvi dizer que se passa boas férias em Mercúrio? O sol lá queima bem... mas mesmo assim é verdade que Vénus é em termos globais mais quente que Mercúrio? Já agora e perdoem-me a ignorancia, porque é que plutão afinal já não é um planeta? Pelas proporções? Agora aquela pergunta espectacular... Se tivesse de ser um planeta do sistema solar qual é que seria?

zizou disse...

Boas Carissimos Oraleiros,

Tenho uma pergunta para os Vossos convidados, podem perguntar a qualquer um nao sou esquisito eh eh.

Existe alguma forma de observar e identificar algumas constelaçoes a olho nú? E se sim podiam dar umas dicas.

Já agora aproveito para dizer que o eclipse Lunar ontem (hoje esta madrugada foi muito bom) ah outra pergunta se podiam explanar um pouco sobre o eclipse desta madrugada, o que é que tapou o quê que refletiu no tal e por aí adiante (a minha ignorância astrológica é bastante incrivel eh eh.

Abraços e Bom Programa
zizou

CESAR disse...

Boa tarde a todos os ouvintes e aos apresentadores e convidados.
Apesar de ter uma formação essencialmente humanistíca sou um grande interessado pela ciência (apesar de não perceber grande coisa do tema).

Tenho algumas questões:

1ª Qual é a natureza dos Buracos Negros (não são esses Buracos Negros, Alvim! São os do espaço)? Os Buracos podem servir de portal de teletransporte, ou é só Ficçãop Científico? E engolir um sistema solar inteiro?

2ª Quantos planetas de natureza similar à Terra já foram descobertos? É possível ao ser humano viver nesses planetas?

3ª O que existe no Centro do Universo?

4ª O Universo é infinito?

5ª O que é que havia antes do Big-Bang?

São algumas perguntas que eu considero muito interessantes.
Abraços a todos.

Marina, com ou sem acento no "A" !!! . disse...

É, somos os melhores!!!
Viva a Universidade de Aveiro...
Agora é esperar que os empregadores estejam a ouvir a Prova Oral!!!

Anónimo disse...

O Pauliteiro e o Fiscal mandam um grande beijão (com lingua e tudo) ao Emanuel (O Salazar do FISUA)

marlene disse...

Olá
Já agora vou tentar a minha sorte: nasci no dia 23 de Outubro de 1981, já não sou escorpião então? É que só à pouco tempo que descobri que era escorpião (por causa das horas que muda de signo e da hora que nasci).

Ana (Algarve) disse...

Eu estou a ouvir o programa e estou confusa... Nasci dia 2 de Maio de 1972. Toda a vida pensei que era Touro. Afinal sou o quê?!
Agradecia que me esclarecessem... Beijinhos!

Ana (Algarve) disse...

Devo acrescentar que nasci em Nampula (Moçambique) às 14h24m....

Ana Rita disse...

Olá.
Eu pensava que era do signo de Touro porque nasci a 10 de Maio de 90. Mas sendo assim sou do mesmo signo que o Alvim?

lcmc disse...

ola sou o luis e gostava de questionar o seguinte:

daqui a milhões de anos o sol ira acabar e levara o sistema solar com ele como será o universo sem terrestres sem ninguém digamos

alvim es um doido e nao paras de falar de sexo
continua assim com o programa

Hesg disse...

Correcção á parte do satélite espião...

Esse já era

http://www.ndtv.com/convergence/ndtv/story.aspx?id=NEWEN20080041967&ch=2/21/2008%2011:48:02%20PM

ana disse...

Acredito que exista vida noutro planeta, mas axo k eles sao demasiado inteligentes para comunicar connosco!!

quarenta e dois disse...

"atão" pessoal?? Tudo numa nice??

Eu acho que o céu é uma turma de "manos" a comer um bruta rodízio, a beber cerveja à bruta e a ver pornografia em barda, acompanhada de comentários ofensivos às irmãs dos cumplices da festança, nomeadamente ao nível da sugestão de "posições" alternativas àquelas exibidas nos referidos filmes! Escusado será dizer que as pilhas de picanha mal passada e o cupim teriam de ser servidas por voluptuosas empregadas semi-nuas de várias nacionalidades e seios fartos!! Isso sim é a minha ideia de céu!! Presumo que comungas da minha opinião Alvim...!

Abraço...ah...o céu.......

Márcio disse...

Caros convidados, Alvim e Rita.

Só para dizer que a minha namorada é Serpenteira, tal como a Rita... Ela diz que não, que é mesmo Sagitário, mas ao que parece, afinal é! Mas, nascendo no dia 1 de Dezembro 1978, o ano, aqui, não interfere na aplicação desse signo ao que nasce nesse dia, pois não?

Ah, já agora, vi aqui umas questões, sobre os buracos negros, matéria, anti-matéria, etc., E dá para explicar, já agora, a relação entre a velocidade da luz e o avançar no tempo? Porque há uma relação, que, a cada incremento de velocidade, mais difícil é avançar, mas avançando, para nós o tempo é o mesmo, mas e para os outros, afinal?

Aquele abraço

Márcio Guerra e Custódia Gonçalves

Anónimo disse...

Ola a todos, programa excelente depois de umm dia duro de trabalho, sou actor porno.
Queria perguntar aos convidados em estúdio, se o homem realmente pisou o solo lunar ou se é o maior embuste de todos os tempos.
É só isso.

to Ze disse...

Onde é que voces tao a meter a fisica hein?

Rui disse...

Fora todos o lirismos inerentes ao fenónomo OVNI e vida extraterrestre, que de forma alguma menosprezo, mas sou da opinião que de momento é bastante mais furtífero a investigação espacial em vários domínios. Diria mais proveitoso tendo em conta o conhecimento e estado de maturação que a Humanidade tem nos dias de hoje. Penso que a investigação espacial se reveste da maior importancia para as gerações vindoras e não duvido que a Humanidade se vai concentrar cada vez mais na descoberta e investigação Espacial, até pelos benefícios que nos trarão para a vida futura aqui na Terra. Mas o meu apelo vai no sentido de se fazer uma reflexão. Não seria bastante benéfico para todos nós, simplesmente abolirmos a existência de Forças Armadas e concentrar-mos todo o esforço e dinheiro da Sociedade Civil nesta área de investigaçã?

Danielinha disse...

Hum, então Deus não existe só por sermos tão pequenos??!! Não tem lógica, eu sou investigadora e estudo coisas que nunca vi por serem tão pequenas, como material genético! Imaginem um físico de um metro e noventa, não particularmente poderoso, interessado a estudar um átomo. Então é perfeitamente provável que uma entidade mais inteligente do que nós, note a nossa presença.
Beijocas

Danielinha disse...

Hum, então Deus não existe só por sermos tão pequenos??!! Não tem lógica, eu sou investigadora e estudo coisas que nunca vi por serem tão pequenas, como material genético! Imaginem um físico de um metro e noventa, não particularmente poderoso, interessado a estudar um átomo. Então é perfeitamente provável que uma entidade mais inteligente do que nós, note a nossa presença.
Beijocas

SeñorDeLosAnillos disse...

oh alvim, diz SFF ao vosso convidado que deus é apenas e tão somente aquilo em que qualquer pessoa possa acreditar e não uma santinha ou uma igreja a tresandar de beatas. e garanto-lhe que os seres humanos SÃO realmente importantes e que são feitores de grandes acontecimentos que SERÃO relembrados quando qualquer um de nós bater a bota...

Anónimo disse...

ola!! estoua ouvir a emissao desde o inicio e estou a adorar!! so queria pedir uma coisinha ai ao convidade que arruinou a fe da minha irma de ser maior que um mosquito..tem de repetir aquela frase, do" es7 vezes mais pequeno que um grao de areia....etc" eu tenho de registar isso por favor. adoro a prova oral!! bj pa todos
sofia

André disse...

Precisamente pela mesma razão que o vosso convidado deu para justificar que não há Deus (no qual eu não acredito) podemos argumentar que, a existir, estaria aqui e não noutro local qualquer do universo. De qq forma, se nos somos assim tão minúsculos tb ´estupidamente redutor dizer que não há vida extra-terrestre por uma simples razão...se somos assim tão insignificantes...o mais provável é q haja mesmo

RODOLFO disse...

boa noite sempre ouvi dizer que o universo esta em expanção. agora o que queria saber e o seguinte se esta em expanção ele esta a expandir-se para onde.

greenpeace disse...

o céu é realmente espectacular

Emanuel Santos disse...

Olá a todos!

Sou aquele convidado da Associação de Física que esteve no programa sobre Exploração Espacial, desde Coimbra, e falava só de vez em quando… :)
Antes de mais, queria agradecer todos os comentários feitos no blog à nossa entrevista.
Reparei que em alguns destes comentários e em vários e-mails que recebi, a conversa de ontem com o José Matos, foi bastante polémica. Mas não passou disso mesmo… Uma conversa informal sobre Astronomia, Física (por vezes Sexo…) e algumas “opiniões pessoais”.
Foi quando se abordaram temas como a Religião ou os signos, que muitos ouvintes desesperaram, insurgiram-se e desconfio que até tenha havido choros e prantos por tomar conhecimento da “sua insignificância” no Universo. Contudo, não nos responsabilizamos por qualquer trauma psicológico ou maleitas física dos ouvintes.
Aproveito ainda para convidar todos os amantes do Céu, a visitar a nossa página e inscreverem-se no curso livre de “Astronomia Observacional”.
Será dedicado especialmente à observação de objectos celestes, constelações, orientação no céu nocturno, observação de planetas e do céu profundo com uma aula prática de observação e manipulação de telescópios.

Abraços,

ROSELI disse...

PRECISO DE AJUDA

HÁ DOIS ANOS VENHO SOFRENDO DE UMA DOR TERRÍVEL NA GLÂNDULA DE SKENE, EM NOSSA REGIÃO NENHUM GINECOLOGISTA CONHECE A CAUSA DESTA DOR, JÁ FIZ 3 CIRURGIAS QUE NÃO RESOLVERAM NADA.
ESSA DOR OCORRE APÓS URINAR, SE ALOJA ENTRE A URETRA E O CANAL VAGINAL, ESTA GLÂNDULA ENCHE DE LÍQUIDO E A DOR É INSUPORTÃVEL ATÉ QUE ESSE LÍQUIDO DRENA E ASSIM SUCESSIVAMENTE.
ALGUÉM PODE ME AJUDAR???????????

Anónimo disse...

[url=http://community.bsu.edu/members/buy+online+Viagra.aspx]Viagra without script[/url]