sexta-feira, junho 29, 2007

Oi, dd tc? m/f?, lol



Para quem nunca tenha ouvido falar, «o PT Escolas é um projecto ambicioso e inédito que visa desenvolver a literacia tecnológica junto dos jovens dos 12 aos 18 anos, estimulando a procura on-line de informação e do conhecimento, ajudando a aplicá-los, criando os seus próprios conteúdos na Internet, em língua portuguesa.

“Do Saber ao Fazer” tornou-se o lema do PT Escolas 2 tendo sido desenvolvidas um conjunto de acções integradas, que procuraram estimular a aprendizagem da utilização da Internet como ferramenta de trabalho, de pesquisa e produção de conteúdos.»

Com equipas provenientes de Aveiro, Beja, Bragança, Castelo Branco, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém e Viseu, a grande final será transmitida na televisão (ó glória!) – mais exactamente na RTP -, já no dia 30 deste mês, num grande espectáculo de luz e cor apresentado pela dupla Sílvia Alberto e Bruno Nogueira e que terá como júri Nuno Markl, Filomena Cautela e João Fernando Ramos.

Hoje teremos em estúdio Dalila Martins, coordenadora do projecto PT Escolas, e Kevin McGuiness, responsável pela Rede de Escolas do Futuro, e vamos fazer um pequeno balanço do que têm sido estas jornadas do PT Escolas, da importância de iniciativas afins contra a iliteracia tecnológica – e em que doses esta ainda persiste, qual vírus gripal particularmente ferrenho –, e também discutir as diferenças entre passar horas e horas on line, nos chat's – sorriso aberto :-), oi, dd tc?, m/f?, lol –, e não padecer, de facto, de iliteracia tecnológica (ou, por outras palavras, a quantidade do uso nem sempre tem a ver com a qualidade do uso, não é?).

Temos igualmente na manga um singelo quiz test (ai como eu gosto destas expressões estrangeiras) que porá à prova os vossos dotes de internauta pesquisador – basta ligarem o 800 25 33 33 (que, a par da caixa do blogue, servirá também para as perguntas e os comentários da praxe).

É já a partir das 19, com Fernando Alvim.

PS: último dia para conseguirem o vosso convite para a Grande Fuga. Vejam no post anterior como fazê-lo.

17 comentários:

Deolinda Santos disse...

Os jovens não necessitam de acções de promoção de literacia digital, eles já a procuram.
Quem precisa são os mais velhos, quem actualmente tem mais de 40 anos e terão de ser alfabetizados digitalmente á forca para conseguir gerir gerir quantidades grotescas de informações que são necessárias actualmente para fazer qualquer coisa.
Se isto não acontecer quem hoje pensa que tudo o que tem mais botões do que a camisa de meia manga que tem vestida tem de ser um piano amanhã será perfeitamente inutil, e quem pensa que o facto de hoje ser dia 29 e ontem ter sido 28 são mudanças a mais será um fardo.

Anónimo disse...

Nos dias de hoje realmente a literacia digital está espalhada por todas as escolas... atá os miúdos do 1º ciclo já tem aulas de computador, podem navegar na internet etc etc...
No meu tempo que nao foi à tanto tempo assim só havia 2 computadores na Biblioteca e para os usar era quase preciso pedir ao Director da escola...
Vá lá que as coisas mudaram e evoluiram... E ainda bem que há empresas que se juntam a estas iniciativas...

Um grande Abraço

Gil

Fábio Gameiro disse...

Os jovens de hoje em dia podem não precisar de "acções de promoção de literacia digital" mas precisam certamente de aprender a navegar com segurança neste mundo enorme que passa por um cabo estreitinho (ou sem cabo) até ao computador. Muitas crianças e jovens que têm ao seu dispor a internet com ferramentas para criar blogs, videos, entrar em video conversas ou conversas de texto etc não têm noção dos perigos destas comuniações. Sejam eles perigos de indole pessoal (partilhar dados) quer ao nivel do computador (virus, trojans, etc).

Não sei se o Sapo challenge serviu de meio para transmitir este tipo de informação mas que isto também faz falta é uma certeza.


Já agora, parabéns às escolas vencedoras (uma delas foi uma antiga minha hehe).

Abraço Alvim.

" il garfield " disse...

ol� parab�ns � prova oral nem s� de sexo vive o homem mas tamb�m, uma pergunta para o convidado ser� que ele � da familia do jhony macguiness? famoso vencedor das corridas da ilha de man? parab�ns pelo programa rede escolas do futuro.

Fábio disse...

hmm mais raparigas no sapo challenge? Em algo relacionado com informatica?

Não noto isso no meu curso... de informatica :/

Verónica disse...

Alvim, infelizmente já não há desses pacotinhos de leite hoje em dia nas escolas. Aiiiiiiii que saudades desses tempos.
Beijinhos pa voces todos, da Verónica da Madeira!!!!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

e os comprimidos de calcio que eles nos davam a meio das aulas.. há pois é... abraços

tomás

Verónica disse...

Alvim, sendo Educadora e trabalhando numa escola com 1ºCiclo incluido, bebem uma caneca de leite e pão.
Verónica da Madeira

Pax_Eco disse...

Atenção que em Leiria ainda há bons pacotes e além disso ainda há daqueles de Leite!!!

Ainda há esperança!!!! A tradição ainda é o que era!!!

Anónimo disse...

eu tenho 19 anos e na minha altura de primaria ainda havia esses pacotinhos de leite e éramos nós que íamos buscar os pacotinhos de leite por isso as vezes tirávamos mais que 1 ... que depois de vazios usávamos para

abraços para vocês todos

Anónimo disse...

alvim , fica descansado pois garanto que em muito boa escola mantêm-se o pacote de leite e a respectiva bomba. mas numa onda mais underground mais escondida. sei de fonte segura pois sou professor do 1º ciclo. mas agora não é leite mas sim leche pois os mesmos vêm de espanha num protocolo antigo assinado pelo ministério da dona MILU:

Professores malucos da quinta do conde

Rui Cubano disse...

Elisa. onde está a tua Nave?

CaR-oO-VaS disse...

Se formos bem analisar a questão há "literacia digital" e "leeteracia digital" (derivado de leet ou l33t ou ainda 1337).
Ou seja há quem consiga chegar a um computador abrir o word e descarregar para lá umas quantas palavras e depois ficar meia hora a configurar aquilo, há quem consiga chegar a uma página de internet especializada no design e hosting de blogs e criar o seu próprio blog, e há os que editam directamente o texto em linguagens como LaTeX e criam páginas completas em HTML, XML, XHTML, Javascript, etc...
Resumindo, é possível uma pessoa saber "mexer no computador" e ter aquela coisa como uma caixa fechada, e é possível procurar descer aos níveis mais básicos que possam existir procurando linguagens de programação cada vez mais complexas e/ou mais ... "Puras" torna-se óbvio que o investimento nesse tipo de literacia seria dispendioso principalmente a nível de tempo (e neurónios) e pelo que vejo por aí, ainda levantando uma questão do programa ... Nós os Homens ainda dominamos nessa área Mwahahahahahaha.
Quanto aos pacotinhos de leite, sinto me um excluído porque não me lembro de nenhuns pacotinhos de leite na primária... Lembro me de não saber exactamente o que era uma dor de cabeça, isso lembro me, mas pacotinhos de leite... Nada.
Portanto em resumo do resumo do resumo, podem nascer as mulheres que quiserem elas vão sempre precisar de nós para lhes configurarmos os PC's.
E como última mensagem ... Linux rules!

CaR-oO-VaS disse...

É claro que lá porque dá mais trabalho não quer dizer que seja melhor ... é só mais giro e minimamente mais interessante ;)

Anónimo disse...

olá,

abreviar é agarrar o fio da miada... sim, eu gosto quando respondem logo e penso que não sou a unica...

é assim... o português agora é mais oral do que escrito... lol

F

Nada se perde disse...

o português escrito e falado hoje em dia é deveras assustador!!aiii os computadores e os sms..

Anónimo disse...

Perde-se momentos que ver e sentir é melhor que palavras... mas dosear droga nas raparigas para se servirem delas é um português sem moral... e talvez sabe escrever ou até anda no estrelato... para ser mau não precisa de saber escrever...