quarta-feira, janeiro 30, 2008

Todas se apaixonam por mim



Depois de sete anos de mau sexo condensados na hora de ontem, o nosso convidado de hoje, José Pinto Carneiro, ex-advogado e actualmente escritor e guionista, vem reclamar que Todas se apaixonam por mim, o seu mais recente livro, editado pela Guerra & Paz.

A sinopse: «Chega sempre a altura de um homem assentar. Há diversas formas de isso se fazer, mas Júlio optou pela mais complicada. Não tinha alternativa – consciente da importância do Amor na vida de qualquer um e aparentemente desprovido da capacidade de o conceder, só lhe restava capitalizar o que por ele nutriam todas as mulheres que conhece. É que todas se apaixonam por ele. Para não desapontar nem ser injusto para com nenhuma, resolve dar-lhes o que de mais precioso tem. A todas, em simultâneo. Ora, acontece que também chega sempre a altura de uma mulher assentar . E o nosso herói, não obstante passar o dia a pensar em mulheres, é dos que não as releva o suficiente para as tentar realmente perceber. Circunstância, está provado, susceptível de causar problemas e prejuízo. Esta é, assim, uma esfuziante história de coragem, arrojo, generosidade e parvoíce. Consta que é uma comédia. Coisa rara na literatura portuguesa.»

Duas palavras-chave: assentar e paixão. Serão compatíveis, tendo em conta que uma pede paz e a outra é tudo menos pacífica? Será, inclusive, o desejo de assentar uma espécie de chega-pra-lá ou vade retro (salvo seja) à paixão? E serão os tempos de hoje, com toda a avalanche de mudanças sazonais a que estamos sujeitos – a começar pelo mercado de trabalho: nunca sabemos onde vamos parar daqui a seis meses, por exemplo –, mais a pressão constante do imediatismo, do consumo rápido, fatais aos desejos de assentamento? Ou a coisa actua exactamente no sentido contrário?, quer dizer, fartinhos das incertezas desejamos cada vez mais um namoro feliz e certinho, sem grandes variedades, tirando as da televisão depois do telejornal?

Queremos saber o que pensam, que sigam a conversa, que façam perguntas e comentários, via 800 25 33 33 e caixa de mensagens do blogue. A partir das 19, com Fernando Alvim e Cátia Simão.

33 comentários:

Kikas disse...

Discordo!
Acho que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Uma pessoa pode muito bem " assentar" com paixão.
E se assim não é, deixa de ser o "assentar" para o prostituir(ter alguem com quem dividir as contas). Na minha opinião, Alvim e Cátia, uma pessoa só assenta qdo ama e qdo ama deve procurar sempre reacender a chama da paixão.

Já agora pk mais um tema de amor e sexo??? Andará essa equipa com problemas amorosos? Hum... Beijocas grandes e Lots of Love :)

Anónimo disse...

O fruto proíbido é o mais apetecido

Joana disse...

Há tempos, num filme (já não me lembro do titulo) diziam que as pessoas casam, "assentam" porque, no meio de tanta agitação, da contante mudança, do ritmo alucinante da vida, precisamos de ter alguém que "assista" à nossa vida. É talvez uma visão muito pouco romântica, mas...

Jessie disse...

e que tal assentar primeiro e apaixonar-se depois? parece me uma ideia melhor, tenho para mim que a estabiladade nao devia interferir nos assuntos da paixao correndo o risco de assentarmos pelas razoes erradas com as pessoas erradas apenas por termos uma vidinha segura. Prova oral Ao mais alto nivel!!!!!

DIVADS disse...

Assentar pode querer procurar estabilidade.
Assentar e paixão são de todo compatíveis, basta querer, porque assentar não é sinónimo de monotomia, mas pode ser de segurança.

Concordo qd dizem que o stress do dia a dia nos leva a assentar, mas há mais coisas... as prioridades, a maturidade, a idade(sim sim).

Beijos

DivadS

Just Love disse...

Amanhã o tema vai ser: Posições sexuais, qual a tua preferida?;
Como reacender a chama e por de lado o tédio? =)

Anónimo disse...

Acho que a questão não se coloca pelo desejarmos um namoro feliz e certinho! O que é isso??A meu ver, a questão passa pelo simples facto de querermos ou não partilhar as nossas vidas (sim pq somos muitos dentro de nós, daí termos mtas vidas!!!)com alguém e isso deve ser alimentado de paixão e confiança...que levam à fantástica cumplicidade entre duas pessoas, e isso sim, segura as relações por muito tempo!Quando numa relação está presente o " conheço-te tão bem mas tão bem e ainda consigo gostar de ti" não há mais nada a dizer, ama-se.

Laparote disse...

Aquele abraço Alvim,

Na minha singela opinião, considero uma imprudência "assentar", baseado numa paixão.

Julgo que esse assentar, deve basear-se sobretudo em três condições:

1 - Amor sólido e estável
2 - Sentido de Resonsabilidade
3 - Tolerância

Por exemplo, é minha opinião que o sentimento entre um casal, desde que começa o namoro, passando pelo casamento, atravessa diversas fases ao longo do tempo.

Inicialmente, somos invadidos pea paixão. Essa paixão vai-se esfumando, dando lugar a uma coisa, que designamos por amor. Esse amor, com o decorrer do tempo, acaba por ser o elo de união do casal, colocando as pessoas numa situação em que a vida não faz sentido se não for vivida junto da outra.

Claro que esta é a minha opinião, e julgo se, de certa forma, a de muita gente que optou por "assentar".


Grande abraço a todo o auditório do LAPAROTE

rv disse...

"Duas palavras-chave: assentar e paixão. Serão compatíveis, tendo em conta que uma pede paz e a outra é tudo menos pacífica?"

Discordo do que dizes que são incompatíveis, porque se duas pessoas têm algo em comum, a paixão também faz parte disso, e se um casal não tem coisas em comum a questão de "assentar" não deve ser colocada, pois assentar com alguém que não se tem algo em comum não faz sentido.

"Todas se apaixonam por mim"? duvido :)

cumprimentos à prova oral

xanax disse...

Olá olá!!! Eu cá axo que se completam visto que depois de me apaixonar (e de ainda continuar apaixonada) assentei...dona de casa, já n apetece sair à noite visto q em casa tá mais quentinho, as loucuras já são entre 4 paredes e todos os dias hehe já n anseio pelas noites de sábado pa sair à noite e grandes borgas mas sim pa ficar a namorar em casa...bjs e olhem q vale a pena :)

lady.bug disse...

Perguntaram-me há dias: ouve lá! que idade tens?
Eu respondi: 28
E ainda és solteira?
Eu: sim!
Hummm algum problema deves ter! - responderam-me!

Claro que esbocei um enorme sorriso, pois a conversa foi feita em jeito de brincadeira. Mas o certo é que eu estou, segundo a lei invisível da evolução, na idade de assentar (hahahaha) e de comprar casa... e bem vistas as coisas daqui a nada sou considerada cota demais para ter um filho!

Mas o certo é que estou bem assim: sem namorado (daqueles que se apresentam aos pais e que se levam ao casamento da prima), sem casa própria... e com muita independência e liberdade que me dão gozo.

Amanhã? Logo se vê o que os astros reservam hehehe

Sadeek disse...

Boas gentes Oralisticas,

Não creio que "paixão" e "assentar" sjam incompatíveis.

Haja imaginação e vontade de manter viva a chama...digo eu que sou chamado pela minha mulher como o "pirómano do amor"...isto ainda quer dizer qualquer coisa, não?

BEIJOS E ABRAÇOS

Sadeek disse...

Boas gentes Oralisticas,

Não creio que "paixão" e "assentar" sjam incompatíveis.

Haja imaginação e vontade de manter viva a chama...digo eu que sou chamado pela minha mulher como o "pirómano do amor"...isto ainda quer dizer qualquer coisa, não?

BEIJOS E ABRAÇOS

José Marau disse...

Eu acho que sim! Quando se gosta realmente de alguém, todo o dia é um dia novo! Presentemente, todos os dias parecem-me o 1.º dia de namoro com a minha Maria! Embora não esteja a viver devaixo do mesmo texto, arrisco-me a dizer que não me parece que algo vá mudar no capítulo da Paixão!

rv disse...

alvim, hoje passei a tarde a ouvir a semana da prova oral em PODCAST, e foi só sexo, vê lá se hoje te portas bem e falas mesmo de AMOR xD

ahahha

rv disse...

o alvim, depois diz como se pode arranjar o software, não é que precise que estou bastante bem de amor, mas era engraçado de se ver o programa

aahhahha

debateste o programa... malandreco

Marlene disse...

lady.bug: estou contigo... tenho 26 e penso como tu!

Assentar?! Hoje em dia é mais complicado fazer as tais cedencias que são necessárias quando se vive com alguém...

Anónimo disse...

Mas ó Alvim!! Eu tenho estado a ouvir e sabes qual é realmente o problema...
O problema é que algum pessoal quando assenta, senta mesmo! Ou seja depois disso deixam de inovar e permitem que a rotina se comece a "assentar"

Um Abraço e um Beijinho

Pedro

Anónimo disse...

Relativamente ao “assentar”, creio que não existe uma idade específica (se bem que as mulheres gostam de se sentar num gajo muitas vezes ao longo da vida, joking). Entendo que assentar á quando nos sentimos preparados e com vontade de passar a possuir um relacionamento sério.

No meu caso, depois de distribuir amor por várias portas, cheguei à conclusão que o que me fazia mais feliz, era uma relação duradoura. Aos vinte e quatro anos tive a sorte de encontrar a mulher da minha vida.

Abraço Alvim.

Beijo prá minha Canina.

Fala-barato disse...

É impressão minha ou a palavra "assentar" tem um sentido depreciativo? Quando falamos em amor, não podemos falar de forma racional. Acho que o problema é exactamente esse. É nós vermos a procura de um companheiro ou de uma companheira de uma forma meramente racional. Eu estou a achar que "assentar" é algo muito próximo da conveniência. E o que convêm, não é muitas vezes o melhor. Devemos viver segundo o que sentimos. Se não sinto que deva assentar, porquê fazê-lo? Talvez a verdadeira justificação para assentar, será que o nosso companheiro ou companheira nos preencha de tal forma que não seja preciso procurarmos mais. Neste tema acaba por se enquadrar de certa maneira aquele conhecido texto do Miguel Esteves Cardoso e que fala muito dos casais de conveniência, do assentar por pressão ou dever social.

Anónimo disse...

Como é?

Ainda não se falou de sexo.


Não te esqueças que esse tema TEM que ser tratado em todas as provas orais. Até mesmo nos exames de oral, anal e normal (como diziam as prostitutas de Praga.

Abraço

Pluno disse...

É bem verdade que (generalizando) os homens apaixonam-se DEPOIS de terem sexo enquanto as mulheres preferem ter sexo DEPOIS de se apaixonarem!

Anónimo disse...

É verdade ALvim, a convidada de ontem era boa pessoa ou BOA pessoa.

Não cheguei a saber. Ela falava de sete anos de mau sexo e dizem que por vezes as menos boas, são as mais malucas, digo extrovertidas na cama...

Abraço e porta-te bem

Jota_lx disse...

Não sei o q se passa com voçes mas comigo o amor nunca vem após a paixão, quanda esta acaba, acaba tudo. E não é por falta de tentavivas durante a maior parte da minha vida tentei-o com mulheres neste momento ja estou nos homens e nada... Apsar d tudo sou feliz...

Anónimo disse...

Olá,

Quanto ao tema gostaria de perguntar...porquê é que os homens gostam de assentar com as mulheres que sejam o protótipo da mãe? Eu acho que os homens continuam a ter medo das mulheres, emancipadas, bonitas, e que queiram mais o papel de amante do que esposa. Eu sei do que falo...

veronica da madeira disse...

ó alvim, sei k este sábado vais estar na Madeira, em k local e horas?

rv disse...

ALVIM ELE CONTRACENOU COM A KEIRA KNIGHTLHEY E TU NAO xD

ahahah

Anónimo disse...

o sexo depois de assentar ganha outra qualidade...não existe a pressa de fazer, existe a vontade sim de fazer bem...

Pluno disse...

O Caniço perdeu o piço!

Pluno disse...

Foi na "Chuva n'Areia"! (Caniço)

Pluno disse...

É verdade... Ó Alvim. Há dias não sabias quem era a "Outra Senhora".
A "Outra Senhora" é o nome que se dá... Exactamente a ela mesmo... à "Ditadura"!

mastefu disse...

Lembro-me da cena do Caniço na "Chuva na Areia". O tipo saí da sua barraca com uma faca na mão e a outra agarrada ao sítio onde outrora moravam as suas "bolas" - Penso que foram as bolas... - e dá um grito que se deve ter ouvido lá prá Nova Zelândia
Coitado do bacano se alguma vez assentou, filhos népia. Também, quem é que o mandou fazer aquilo... lol

Grande programa - apesar de só ter uma hora lol.

Fiquem bem.

Msterfu

reidogado disse...

Boas Alvim e colegas...

manda lá vir esse software que fazia um jeitaço do carai fazia ...

olha logo eu que tenho que fazer uma gestão cerebral que às vezes é do piorio ...

Posso te adiantar que sou um menino bem atento ao vosso "show" .. e sem dúvida alguma que a aplicação desenvolvida pelo teu amigo seria bem vinda aqui pros lados do jeux ..

A ver vamos o que isto vai dar

[]
reidogado

[de vez em qd dá uma vontade de ligar prai e meter-me ao barulho ... é cada atrocidade ... não imaginam aqui a peça ... ]