segunda-feira, dezembro 03, 2007

Alternar é preciso



As questões energéticas estão na ordem do dia – e vão estar por muitos e longos anos, pelo menos enquanto o cenário da dependência do petróleo, com tudo o que isso implica, não mudar significativamente. E é exactamente de alternativas ao petróleo que vamos falar hoje, aproveitando a boleia do I Congresso de Energias Alternativas, que acontecerá a 6 de Dezembro em Viana do Castelo.

Como estamos de Energias Renováveis em Portugal?, que programas foram, estão a ser ou serão implementados no nosso país?, uma mais generalizada de edifícios energeticamente eficientes é uma miragem?, poderemos nós ambicionar, a médio prazo, a sustentabilidade à custa de Energias Renováveis e menos poluentes?, é a mesma coisa falarmos de Energias Alternativas e de energias amigas do ambiente (estou a lembrar-me do biodiesel, por exemplo)?, qual tem sido e qual deverá passar a ser o papel das universidades nesta matéria? e, já agora, que cursos há dedicados às Energias Alternativas e que novas profissões poderão surgir?, e que novos negócios?

Os nossos convidados, a quem vocês podem e devem endereçar as vossas dúvidas e comentários – 800 25 33 33 e caixa de mensagens do blogue, como de costume –, são o Eng. Carreira Soares (Director Geral do Trade Center Português), o Eng. Carlos Campos (Presidente da APISOLAR - Associação dos Industriais da Indústria Solar), o Eng. Pedro Rodrigues (Especialista em Biodiesel) e a Eng. Estela Almeida (Técnica da Associação Florestal do Lima). Como vêem, uma mão cheia de especialistas nestas áreas (este estúdio nunca teve tanto engenheiro por metro quadrado) com quem vale a pena aprendermos um bocado – porque só sabendo dos assuntos poderemos opinar, e opinar é uma coisa muito bonita porque, como diz o ditado, quem opina, seus males declina. A partir das 19, com os renováveis e amigos do ambiente Fernando Alvim e Marisa Jamaica.

24 comentários:

JP disse...

Ena! Tantos engenheiros! A UNI trabalha mesmo bem; estou a brincar como é óbvio.
Devo admitir a minha ignorância no assunto, mas tenho uma questão que me atormenta.
A electricidade que vem das barragens é energia renovável?
No meu entender trata-se de água que passa numa turbina e um gerador transforma a energia mecânica em eléctrica. Não há poluição, penso eu de que. Então porque motivo se deve desligar os botões de standd-by dos electrodomésticos? O que ganha o Planeta com isso?

Zé Violas disse...

Olá Alvim e Marisa.
O governo gaba-se do que Portugal tem feito em termos das energias renováveis, contudo estamos longe de cumprir as metas de Quioto. O governo já admitiu mesmo que poderá ter de comprar, no exterior, direitos de poluição. Isto está mau.
Na minha opinião, Portugal tem grandes possibilidades a este nível, se não vejamos: temos 1230km de costa e temos sol a maioria do ano. O que nos impede de sermos os maiores produtores de energia solar e das ondas? Nada, tirando talvez vontade politica. Um dia pode ser tarde de mais.

Miguel disse...

Agora virou moda colocar estas ventoinhas (não sei se têm algum nome técnico) em todo o lado.
- Qual o custo associado a estes "bichos"?
- Qual o tempo até obter retorno?
- Porque não se investe também na Energia das Marés ou das Ondas?
- O Biodiesel é, de facto, uma opção ou a poluição associada ao aumento do custo dos cereais vai fazer com que rapidamente se deite para trás esta opção?

Berdades disse...

Uma simples pergunta apenas, mas que, como é obvio, gostaria que a resposta fosse mais completa:
Para quando, se que é possivel, a bosta de vaca (ou de quqlquer outro animal) fará mover os nossos carritos?
Um abraço especial deste blogue Madeirense (Berdades da Boca P'ra Fora)

Deolinda Santos disse...

Caro jp muita da energia eletrica é produzida por centrais termoeletricas que usam combustiveis fosseis, alem de quantas mais barragens mais lento é o movimento de rotação da terra, que hoje em dia não é de 24 horas(pelo que se tem de compensar tirando um segundo a um dia de x decadas em x decadas), pode não parecer muito, mas é suficiente para modificar as marés o que por sua vez altera o equilibrio termodinamico da terra...

Quanto aos parques eólicos e solares começam a ser criticados pois os especialistas começam a pensar que fabrico de equipamento para energias renovaveis é caro, poluente, as instalações eolicas e solares representam um enorme desperdicio de espaço verde, enquanto os dias de vento com intensidade suficiente torna os parques eolicos pouco rentáveis e este conjunto torna-se uma menos valia.

O hidroelécrico é defendido pela sua tecnologia baixa e barata, o nuclear (só com reactores de terceira geração) é uma tecnologia aquase limpa (faltam as sobras não reprocessáveis para ser limpa), e é totalmente segura e relativamente rentável.

Deolinda Santos disse...

A bosta de vaca, porco e galinha (a melhor) já move algumas maquinas em explorações, com o estrume e biodigestores (uns silos equipados para o efeito) produze-se gás e adubo.

Anónimo disse...

Há dias recebi um mail a dizer que o oleo que usamos la em casa (para fritar batatas, etc) quando o vamos deitar fora deve ser colocado dentro de uma garrafa de plastico fechada e colocada no lixo normal que depois é feita a selecção... Isto é verdade? Quando a garrafa entra no camião do lixo não é esmagada?

Obrigado pelo esclarecimento....
Abraços e Beijinhos

de mais um Eng. (mas de Informatica)

Gil

beppe sculli disse...

ola Alvim,hoje fui enganado com o tema do programa! Quando vi que o o tema era alternar pensei que ías levar ao programa umas mulheres que alternam durante a noite...ora vai mais um,a seguir vem outro,ora tá cá mais um e logo a seguir outro...! como o tema nao é esse nao tenho nada a declarar...! fica bem!

Batista, Setúbal disse...

Saudações ecologicas, a todos do forum e a todos os presentes!

Energias renovaveis...
Vejamos:
- Já foi construido em Portugal, a 1ª viatura cujo combustivel é óleo de batata fritas!
- Os brasileiros agora querem implementar politicas ecologias com o bio-diesel e o etanol!
- O Alentejo nunca vi tantos moícos eolicos na minha vida!
- O Alqueva (essa maravilha portuguesa) ainda não atingiu a sua capacidade (acho eu?)!

A minha pergunta:
que mais energias renovaveis podemos ter, para além destas mencionadas e da solar (claro) e bem como das marés, que possam ser implementadas aki neste pequeno rectangulo à beira-mar plantado?

Um grande bem haja,
Batista

marnoto disse...

olá, vivo perto de Aveiro e desde que foram instaladas as ventoinhas na serra do Caramulo, não temos descanso com tanto vento, bem, alguns dias em que estão paradas não há vento. gostaria de pedir que orientassem as ventoinhas para outra direcção, para não termos tanto vento em Aveiro. obrigado

Rui Cubano disse...

Novas tecnologias?? Deixem lá isso, porque agora é q estamos a descobrir Pitrol por todo o lado! Chegámos de novo ao Brasil e encontramos óleo e gazes debaixo das pedras e índios... e agora África, deixa queimar!
Os outros viram-se para o sol e nós continuamos a fazê-lo para energia bailante e reprodutora durante a noite.

Rui Cubano disse...

A poluição do bioetanol é muito pior! a nível de asma vai ser desastroso... e esta hem?
(isto não foi nenhum Lobby mau do Pitrol)

Kermit disse...

E o gas natural? Os autocarros da Carris circulam a gas natural. Porque nao existem postos de abastecimento de gas natural para o utilizador de automovel comum?

Quais as diferenças entre o GPL e o Gás Natural?

Obrigada,
K.

Ricardo disse...

Boa Noite a todos!
Uma questão para a Eng. Estela Ameida:
Há vantagens nas ZIF em relação às comissões de compartes?

Nine disse...

Boa tarde,


gostaria de saber qual a vertente da energia solar mais barato para o cliente final (na geração de energia eléctrica), se os painéis solares (com aquecimento de água para geração de movimento em turbinas) ou os painéis solares ?

Outra questão seria em relação à energia florestal, qual os processos aconselhados para a limpeza e como proceder à eliminação dos resíduos, se fosse possível agradecia algumas referências para procurar mais informação sobre este assunto.

THX 1138 disse...

Acho que é preciso ter cuidado com o "green hype" wash, fashion, etc... Será que estes senhores não aprendem? Não é por o popó de X toneladas de metal para transportar Y dezenas de KGs de ser humano, que tudo vai ser mais brilhante.
Barragens e captar a água pq ela "escorre toda para o mar?" Então e que tal perceber que se a água corre para o mar por onde os rios passam, também MUITA coisa depende disso?
Cuidado também com os bio-combustiveis que já fizeram subir os preços da comida (e inflação na UE), servem de cavalo-de-troia aos OGM, e desvastam florestas virgens para plantar monoculturas de óleo de palma, soja, girassol ou colza.
Solar? Já reparam que quem tem o monopólio do futuro "mercado" são os mesmos que já nos vendem o petróleo? Maiores centrais do mundo e custos de produção iniciais maiores do que a possivel produção

CookieMonster disse...

Qual foi o site que o convidado disse?

boemius disse...

Boas noites.

somos um pais de sol que infelizmente não aproveita tanto qt devia

gastamos mt em aquecimentos nas nossas casas, mas se tivessemos construções de jeito, gastariamos bem menos energia.

penso que os investimentos que o estado está a fazer, em especial na energia eólica, havendo 2 grandes lobby's seriam bem mais aproveitados se orientassem para outras energias. a eólica depende muito de ventos constantes sem falar do impacto ambiental que estas causam... já estiveram ao pé de uma torre eólica a funcionar a topo! faz barulho.



e que tal falarem um pouco do projecto de aproveitamento de marés através das Pelamis

ou mm do projecto de fusão nuclear a imitar o sol, que decorre em França

ou mm do projecto futurista de torre solar de 1km de altura que teve os seu testes em espanha e espera-se construir na austrália

tb existe um projecto para SInes, salvo erro, de rpoduçaõ de energia através de algas

ana disse...

já fui ao site indicado pelo vosso convidado e não aparece nada sobre o congresso. Podem deixar um email ou telefone para pedir documentação sobre o congresso posteriormente? Obrigada e parabéns pelo tema de hoje!

RedJoker disse...

Boa noite,

Tenho pensado em comprar uma scooter eléctrica para me deslocar diariamente.
Será que vale mesmo a pena, sabendo que diariamente percorro cerca de 50km?

nnogueira disse...

qual foi o endereço?

Metallyptica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Metallyptica disse...

O site, depois de uma pesquisa no google, parece-me ser este: http://www.tradecenter.no.comunidades.net/

No entanto, não encontro lá nada sobre o assunto... vejam antes este link que encontrei... parece-me mais útil: http://www.wave-energy-centre.org/docs/Viana_Castelo_2007.pdf

Anónimo disse...

Let's be.