quarta-feira, dezembro 05, 2007

Pela estrada fora



Interiores, exteriores, à volta do quarto ou à volta do mundo: há viagens para todos os gostos e feitios – e é delas que vamos falar hoje, tomando como mote a que o nosso convidado, Gonçalo Gil Mata, um jovem engenheiro informático que não se resignou a queimar as pestanas num monitor e a ficar com a textura do tecido da cadeira gravada nas nádegas (isto começa bem), fez e relatou no livro Buenayork, editado pela Verso da Kapa.

Sinopse: «Neste livro, Gonçalo Gil Mata leva-nos no assento da sua mota a percorrer 40 000 km, entre Buenos Aires e Nova Iorque, numa empolgante odisseia de 7 meses, através do fascinante continente americano. Os relatos das suas vivências e experiências são descritos de forma cativante e viciante, tornando-nos seus companheiros de viagem. Gonçalo conta-nos ainda como se preparou para concretizar este sonho: a angariação de patrocínios, a burocracia, a logística, os custos, e como teve a coragem de deixar um emprego estável. Este livro é um incentivo para quem gosta de viajar e partir à descoberta de si próprio.»

Vamos, durante esta hora, viajar com as memórias do Gonçalo Gil Mata, saber de episódios curiosos, se alguma vez se viu em apuros, o que mais o fascinou, e se a perspectiva que tem do mundo e do que andamos nele a fazer se alterou após esta aventura. Via 800 25 33 33 e caixa de mensagens do blogue, para além das perguntas e comentários, contem-nos das vossas viagens mais arriscadas ou insólitas ou felizes ou marcantes; e se já vos ocorreu, à semelhança do nosso convidado que simplesmente mandou ao ar o emprego certinho e promissor que tinha, mudar de vida de forma assim tão radical.

É a partir das 19, com Fernando Alvim e Cátia Simão.

15 comentários:

Joao disse...

eu ajudei a organizar e participei no www.ecotopiabiketour.net que passou este verão por Portugal.

Kikas disse...

Oles :)
E o Sr Ricardo de Águeda mais conhecido por "puto" que ha uns anitos atras se aventurou a percorrer de scooter caminhos para a Alemanha e afins??? Já ouviram falar? Com pequenos patrocinios apenas lá foi ele. Houve inclusivé uma foto de "apanhados" publicada no jornal da terra com ele a dormir na valeta da estrada com o capacete enfiado na cabeça.

Ele é sem duvida também um grande maluko =)

Motas... Grande adrenalina! Também eu já gostei de assentar rabo como pendura e lá ir eu a grande velocidade, tanta, que até o capacete tendia a sair. Hoje em dia admito: Tenho medo, mas continuo a vibrar sempre que oiço "rum, rum" da maquina a trabalhar.

Beijinhos, em especial a todos os que conduzem com precaução.

prod83 disse...

Olá a Todos.
Um dos meus sonhos é pegar na minha biciclet e viajar pedalando... Sozinho seria uma aventura triste, mas acompanhado seria concerteza uma empulgante descoberta do que está ao nosso redor...
Talvez um dia

www.humorfotografico.com.sapo.pt

Anónimo disse...

Olá, sou o Gil e tb sou um jovem eng. de Informatica:) Nunca escrevi um livro mas ja tive algumas peripecias com viagens que dava para escrever um... Desde numa viagem de avião o trem de aterragem nao descer a quando da aterragem (que susto), vá lá que depois de andarmos 40 minutos às voltas para acabar com o combustivel, la o dito cujo decidiu descer....já estavamos a ver as luzes dos carros dos bombeiros na pista a prepararem-se para uma aterragem de emergência... Esta foi a mais aterradora.. mas tambem já subi um teleferico numa encosta de 1500 metros onde a porta do teleferico não fechou.... (adrenalina tb ao máximo :))

Abraços... Um dia destes tb escrevo um livo....
:)

Gil

Vielas disse...

Boas a todos... Viagens isso não é para mim... Por enqunto só vou dando uns pulos a albufeira ver as bifas e sinto que vou á inglaterra, holanda, etc tudo numa noite.. Com sorte ainda sé dá umas pedaladas de bicicleta de numa ucraniana qualquer... he he he... Parabens pelo optimo programa. Abraço Alvim (ganda Maluco) e Cátia

Laparote disse...

Ora cá está mais um tema curioso.

Eu, que sou um jovem aventureiro desde nascença, consegui um feito que é, quanto a mim, notável.

Numa atitude altruísta, e sem qualquer tipo de objectivo de fazer dinheiro, decidi dar a volta ao coreto de Leceia em 24 horas.

O propósito desta epopeia era o de elevar Leceia a Concelho. Apesar do esforço, este objectivo não foi alcançado, por enquanto.

A verdade é que, apesar de ter sido uma experiência única, rechedada de momentos bons, ainda não consegui escrever um livro de memórias, porque, na realidade não me lembro de quase nada.

A minha pergunta de hoje, e na linha de perguntas pertinentes que habitualmente coloco é:

Porque é que tanta gente escreve livros de memórias? É apenas o argumento de ter escrito um livro, ou porque há a real convicção de que a mensagem interessa a um número razoável de pessoas? Pergunto isto, porque nos últimos anos tem aparecido muita gente com memória de elefante...

Abraço Alvim e um Beijo à minha mulher...

Laparote

Cristiano Dias disse...

Olá! Cumprimentos a todos!
Depois de ler a sinopse do livro, confesso que esta me remeteu para outra Odisseia mitica como a de Che Guevara!

A minha questão é muito simples: Gonçalo, depois de toda essa viagem, de todos esses kilometros percorridos, houve algo que te tocou de tal maneira que te vez mudar a tua visão sobre a vida, algo analógico ao que se passou com Che Guevarra, onde a pobreza e as condiçoes miseráveis sobre as quais viviam as pessoas desse mesmo continente fizeram-no repensar qual o verdadeiro conceito da vida e tomar uma atitude, ou, sem a conotaçao de experiencia de vida, toda essa viagem teve apenas a conotação de divertimento?

Um enorme Abraço!

El Xupa Cabras disse...

E gajas??? Arranjava-se com facilidade? Que tal as latinas? Calientes?

copernico disse...

Ola!
Antes de mais boa noite a todos!

Gostaria de saber qual foi o verdadeiro motivo de o convidado fazer esta viagem!

E se por algum momento se arrependeu de fazer esta viagem!

Sem mais, um grande abraço a todos, Alvim, Cátia, Gil...

VFR disse...

Ora viva!

Faço uma pequena ideia do que o Gonçalo sente, e de que forma essa viagem mudou a vida dele.

Em Junho passado fiz uma viagem também de mota, com 2 amigos, onde em 2 semanas fizemos 8000km para, de e nos Alpes. Foram só 2 semanas porque temos famílias e casas para pagar, mas foram as 2 semanas mais bem gastas da minha vida.

Os cheiros, a solidão, o frio, a chuva, o receio de ficar sem gasolina no meio do nada, de noite, com 0º, o GPS que nos manda dar uma volta de 160km para chegar a uma bomba a 11km de distância em linha recta, um pneu nas lonas a meio de França à 1 da manhã e os hotéis todos esgotados num raio de 100km são coisas que nunca irei esquecer, e que fazem de mim hoje uma pessoa diferente.

Para o ano que vem, já se fala na Escócia...

Um conselho: peguem na mota e vão, não interessa onde. Vão.

Um abraço

Rui Cubano disse...

Mais um engenheiro informático que fugiu... porquê que não parou ali por um país conturbado e fez uma revoluçãozita, aquilo tá mesmo a pedir, o CHE também o fez e agora as míudas adoram-no.
É uma pena que estejamos presos a profissões que nos chupam o tutano até sermos demasiado velhos para curtir o dinheiro com vitalidade, tiramos proveito dos descapotáveis e cruzeiros mornos embrulhados numa fralda e com a careca ao vento, desligados do condimento da vida dependurado numa pila encarquilhada, desertora e pálida... até nas discotecas passamos a ter entrada certa e um lugar de mascote acarinhada... sociedade estúpida (tirando no GRANDE EMPREGO "Estado" com a licença sem vencimento).

Lombinho disse...

Ola "Capitão" Alvim, Cátia e Gonçalo...
Estou a acompanhar a emissão de hoje, e gostava de dar um grande "bem haja" ao Gonçalo pelo grande espírito de iniciativa e de Aventura...sao certamente recordações como estas que ficam no baú!! Para quando um relato fotografico da expedição?

So pa terminar...Alvim, axas que conseguias fazer 40000kms na tua GRANDE XT 350?? hã??? que veículo!!

E logo la estaras em Guimaraes pa arrebentar!!La estarei!

Forte Abraço

joe ventura disse...

Boa Noite.

Sou o "joe ventura" e tenho em mente, fazer uma volta a Portugal numa Vespa 125 T5 (se ela chegar lá claro) no Verão. Por essa razão vim a seguir o projecto do Gonçalo (e que por acaso até curti).

Vinha por isso pedir alguns concelhos ao Gonçalo, sobre o que não nos devemos esquecer de levar.

Já agora, onde é que foi parar aquela cena em flash, onde estavam as fotos da viagem?

Isto foi só para dizer que estou a tentar fazer a loucura de partir de Barcelos até Lagos numa Vespa T5.

Sem outro assunto Abraços

joe ventura

flip disse...

boa noite sou o flip da tocha e tenho 19 anos prontos quase 20...mas isso NAO INTERESSA MAS PERGUNTA LHE alvim...e mulheres? quero saber como el fez!
foi 7 meses com a direita?

Kris disse...

Ouvi um bocadinho desta prova oral, e lembrei-me de um amigo que tambem anda a dar a volta pela América mas de bicicleta. Visitem
http://www.ontheroad.eu.com/ é lindo.