segunda-feira, dezembro 10, 2007

Empregos, empregados, empregadores



Já acabou o tempo em que um emprego era para a vida toda – para o bem e para o mal (para o mal demasiadas vezes, infelizmente). Sobreviver como «empregado» depende muito, além da formação, claro, da nossa capacidade de mudar depressa e bem, de estar em cima do mercado de trabalho e antever-lhe os tiques, as taras e as manias. E foi a pensar nestas idiossincrasias laborais que convidámos Pedro Figueiredo, um dos responsáveis do site Empregos Online:

«O site Empregos Online foi criado em 2002 por 2 especialistas em sistemas de pesquisa, que decidiram que era a altura perfeita para criar um motor de pesquisa vertical, actualizado em tempo-real, que reúnisse links para ofertas de emprego de dezenas de fontes em Portugal e no Estrangeiro.

O sucesso foi instantâneo. Em apenas 4 anos tornámo-nos uma referência na área do recrutamento online, contando já com uma equipa de 8 pessoas que diariamente contruibuem para que mais de 100 utilizadores encontrem o emprego que procuram e dezenas de empresas encontrem o candidato certo.

O site tem subsistido sem fundos de apoio de qualquer espécie, garantindo um modelo sólido de crescimento e rentabilidade, assente nas reais necessidades do mercado.

O nosso modelo baseia-se em criar destaques a ofertas de emprego que garantam uma visibilidade total e transversal aos utilizadores através da internet, com elevada qualidade, custos controlados e o ROI mais competitivo do mercado. Mas não só.»

A «geração recibo verde» (aquela que elegantemente tem de saltar de emprego para emprego como um elefante de nenúfar em nenúfar na travessia do rio) e afins, está convidada a participar na conversa, a dizer-nos como sites deste tipo têm contribuído para a sua mobilidade no mercado de trabalho, que outras fontes de informação usam, que conselhos baseados na vossa experiência dariam aos outros intrépidos e aventureiros descobridores de emprego (perto disto, a descoberta do Brasil até nem foi façanha digna de tanto espanto). O telefone é o 800 25 33 33 e está também disponível a caixa de mensagens do blogue. A partir das 19, com Fernando Alvim e Marisa Jamaica.

18 comentários:

Deolinda Santos disse...

O mercado do emprego 3 observações:
O aumento dos salarios na prespectiva do consumo leva a um aumento da capacidade de consumo, aumenta o dinheiro em circulação, o consumo aumenta, a capacidade de repor os stocks diminui (e ainda bem porque não queremos uma segunda grande depressão pois não?)o preço aumenta de modo a compensar o aumento dos salários e mais uma margem para repor os stocks, enquanto na prespectiva das empresas os aumentos de salários representam um aumento dos custos pelo que a empresa tem de ou aumentar os preços para garantir a folha de pagamentos ou diminuir os custos, são estes os principais mecanismos da inflação.

Deolinda Santos 2 disse...

A composição do consumo e do investimento mudam todos os dias, mas as empresas estão quase proibidas de fazer despedimentos pelo que o tecido empresarial ao se adatar tem de cria novas empresas e as antigas ficam a funcionar sem qualquer viabilidade e empantando os recursos até que estes se tornem totalmente incapazes.
Quanto mais facil é o despedimento melhores são as condições de trabalho, os salarios são maiores, e o desemprego de longa duração é menor em qualidade e duração, embora o mercado exclua mais violentamente os inadaptados tecnológicos, que dependendo das sociedades podem ser mais ou menos

Anónimo disse...

Quando falarem no salario nacional não se esqueçam o nosso salario minimo mensal não é comparavel ao dos outros paises pois nos temos 14 meses, e os outros quase todos tem 12, alem do mais nos recebemos mais acréscimos incluidos nos reibos...

Anónimo disse...

Olá!
Como funcionária ambiciosa por uma nova e melhor oportunidade de trabalho, sou assídua neste tipo de pesquisa. Já fiz login a algum tempo neste site e diáriamente recebo as actualizações, que tenho o cuidado de consultar. A eles o meu muito obrigada, mas agora um parentisis: será impressão minha ou as propostas estão demasiadamente focadas para os grandes centros, tipo Lisboa e Porto? Sendo de Lisboa a grande maioria!A que se deve?
Obrigada e bom programa.

Anónimo disse...

Já agora é possivel fazer login e receber informação de ofertas de uma zona especifica?

Obrigada outa vez :)

Rui Pedro Costa disse...

Perguntem a um português se entre ganhar o salário minimo português e ganhar um salário minimo espanhol (ou francês) qual deles preferia, tendo em conta que também aumentaria determinados produtos é claro, como no país de nuestros hermanos e ai queria ver quantos não queria ganhar o que eles ganham mesmo tendo que pagar certos produtos mais caros (ex: café a 1,50)
É que consegues mais facilmente gerir 600 ou 1000 euros do que 406 euros do salario minímo.
Até a gasolina é mais barata em Espanha (1.12€) do que em Portugal (1.40€), Gasoleo 1.08€ Espanha 1.21€ em Portugal.
Se recebo mais do outro lado da fronteira e pago menos por certos produtos, o que raio estou eu aqui a fazer????

Anónimo disse...

Já agora Alvim o cabeçalho do site ainda da destaque ao programa de segunda a sexta... não é só até quinta? ou ando eu a perder alguns programas? huh?

Alberto Moura.

Anónimo disse...

É verdade que estado de x em x anos é-se promovido passa-se a receber mais mas continua-se a fazer o mesmo e tem-se mais ferias pagas e subsidiádas?
É verdade se no estado tirarem alguns dias de férias no inverno podem chegar até aos 30 dias?
Como é que no estado se acha trabalhos a ver montras (que há muitos sei eu conheço funcionários esgotados pela exigencia)?
E sabados pagos sem aparecer no trabalho, é mito urbano?
É verdade que com duas horas extraordinarias que os pobres tadinhos recebem com um atraso de por vezes 1ano e mais dão direito á sexta feira de tarde (4horas)?
É verdade que nenhum funcionário pode ser despedido, podem no maximo ir para o quadro de supranumerarios a receber?

Deko disse...

Ó Anónimo das 6:37 PM

É verdade que os funcionários públicos NÃO recebem qualquer parte do ordenado 'por baixo da mesa', ao contrário da maior parte dos privados ?

Adhesive - Design Studio disse...

Exite na net um blog muito interessante, dedicado essecialmente
à área de comunicação e design.

http://www.cargadetrabalhos.net/

Pedro disse...

Como é que hoje em dia todas as empresas querem pessoas que façam tudo e mais alguma coisa? Mais grave todas querem vários anos de experiência!
Onde é que uma pessoa vai ganhar experiência?
É suposto pagar para trabalhar até adquirir essa experiência?

Zizou disse...

Ola boa tarde a todos, passei o ultimo ano e meio a trabalhar em madrid para 2 multinacionais de renome, de momento regressei a portugal devido a motivos pessoais e o objectivo é obviamente "pirar-me" o mais rapidamente possível pois a experiencia la fora foi excelente e o mercado de trabalho aqui é deplorável.

A minha questao para os vossos convidados é

Porque razao todas (ou a grande maioria) das ofertas de emprego em Portugal nao revelam a remuneraçao e sempre poem o veho cliché de remuneraçao compativel com experiencia (o que significa que basicamente pagam o que querem)e se aproveitam da situaçao precaria do mercado?

Esta situaçao ocorre a pedido das empresas anunciante?

Alguma razao para isto, uma vez que obviamente é uma das condiçoes importantes de qualquer trabalho?

Obrigado e bom programa

Manuel disse...

Alvim vou dar um exemplo na minha área

Licenciatura em Eng.ª Informática; Experiência mínima de 3 anos em funções similares; Muito bons conhecimentos de S.O. Linux, Unix, Windows 2003 Server, Informix, SQL Server, Apache, DHCP Server, Samba&NFS, Squid, Iptables, PHP, Perl e Javascript.

Isto é a mesma coisa que o Glorioso querer adquirir um jogador que joga com os dois pés, tanto joga na direita como na esquerda e em qualquer zona do campo. Era bom, se depois o ordenado fosse de acordo, infelizmente não é.

Márcio Guerra disse...

Boas rapaziada do blog, Alvim e convidados!

Eu estou registado num site de empregos em Inglaterra, e nem pensar em trabalhar em Portugal. Não creio que seja o facto de não haver mão de obra, como disse um dos convidados, e sim o facto de se ser honesto no momento de propor um trabalho, que faz com que os empregadores mostrem a oferta!
Gostaria de ver uma palavra sobre isto.

P.s. Estou a ouvir a emissão de forma online e estou com cerca de 30 a 35 segundos atrasado à emissão rádio directa.


Márcio Guerra

Anónimo disse...

boa noite! acabei a minha licenciatura em fisioterapia este ano e tive a Grande Sorte de arranjar logo emprego 1 mes dps, mas tenho mtas colegas que ainda não conseguiram nada.
quando comecei o curso tinha-se a ideia que na area da saude era facil de arranjar emprego, mas não é verdade. Mais, é uma área que quase nao se encontram ofertas.

Anónimo disse...

Pois é...há contas para pagar.
O comercial que vos telefonou estava a queixar-se do ordenado, pois eu sou tecnico/comercial de informatica e estou a receber o salario min. e comissões miseráveis que nunca sãoi pagas a tempo (ja não as vejo há 3 meses).Trabalho até ás 19h e aos sáb. de manhã.Faço em média 2500€ mensais de LUCRO para a empresa.
Infelizmente na minha área procuram tecnicos com formação e apesar de ter anos de experiencia na área de informatica foi-me muito dificil encontrar trabalho e tive que aceitar este que me ofereceram.
Já tive imensos estagiários que não tinham quase conhecimentos nenhuns e que mal acabaram o estágio arranjaram empregos bem melhor remunerados so pq tinham um curso de 3 anos (contra os meus 6 anos de experiencia "no terreno")
Esta é a minha realidade.
Tb estou inscrito no site (alias , em varios) dos convidados e , como é logico, pedem sempre estudos que eu nao tenho para funçoes para as quais tenho perfeitas competencias.

cumprimentos.

Tiago

Lordcat disse...

Pois é!
A minha mulher foi a 4 entrevistas ao LIDL para "responsável de sector", em nenhuma foi falado de vencimentos.
Após estas 4, telefonaram-lhe para marcar 1 reunião para assinar contrato e começar no dia seguinte.
Pois é!
Isto está a chegar a 1 ponto que temos que aceitar tudo o que nos quiserem "dar" a troco do que quiserem pagar. Estamos a criar a nova vaga de emigração talvez para África como à 500 anos, ou então vamos para a Ucrania; Boa,....

Bruno Silva disse...

Quem quiser saber como deve obter um aumento no Ordenado pode consultar...

http://inovacaomarketing.com/2007/12/10/aumento-ordenado/

No ínicio de 2008 irá ser desvendada uma "formula secreta" :)
Abraço