sexta-feira, abril 20, 2007

Inovar.te



A Inovar.te é a primeira revista sobre inovação lançada em Portugal. É detida pela Incentor, uma start-up de Aveiro, e o seu primeiro número foi para as bancas em Outubro de 2006. A ideia surgiu no seio do innov8, um clube de inovação criado no final de 2004 por oito alunos do Mestrado em Gestão da Inovação e do Conhecimento do Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial da Universidade de Aveiro, e o objectivo é envolver universitários, especialistas, empresários e sociedade civil numa dinâmica de disseminação da inovação como princípio orientador das organizações.

Lemos no site: «Arrumar as peúgas sempre da mesma forma e na mesma gaveta, mexer a sopa sempre para o mesmo lado, adormecer à sombra dos louros ou gozar confortavelmente o status adquirido são condutas legítimas, humanas e algumas, pela sua tendência para a estabilidade, conduzem mesmo ao sucesso. Mas terá de ser só assim? Risco, incerteza, fracasso, tentativa-e-erro, ou enveredar pelo desconhecido, não serão pressupostos igualmente válidos? É com a convicção de que não existem receitas mas sim diversas combinações, que se assume a Inovar.te, a Primeira Revista de Inovação, desenvolvida por aqueles que investigam, trabalham e decidem no mundo da inovação e por todos aqueles que são intrinsecamente inovadores. Dirigida para todos.»

Em estúdio vamos ter Vasco Sousa (Revista Inovar.te) e André Sousa (Canal Up) para nos contarem, então, como reagem os portugueses à palavra inovação; se ainda desatam a coçar-se desenfreadamente ao ouvi-la, a acusar alergias várias, a disparar sequências intermináveis de espirros e vade retros, a requisitar mezinhas aos videntes - ou se, pelo contrário, as mentalidades realmente mudaram e as décadas de governação do Grande Português, com todo o seu culto de cinzentismo, da não mudança, do emprego para a vida toda, do desejo imenso por um quotidiano imutável e certinho, ficaram definitivamente para trás. O que é que já foi feito, e o que é que falta fazer? - e o que podem iniciativas como a Inovar.te fazer por todos nós.

Digam-nos também vocês aí em casa do valor que dão à inovação nas vossas respectivas áreas, como lidam com o ambiente profissional de mudança constante a que estão sujeitos - se inovam com prazer, ou ainda vos bate aquela nostalgia da paz dos antigamentes. O que não muda é o número de telefone, 800 25 33 33. Já o Fernando Alvim e a Marisa Jamaica, são novos todos os dias - mas só a partir das 19.

45 comentários:

VictorSantos disse...

Olá
Inovação é uma das coisas que tento acompanhar, e tem sido positivo, tanto a nivél profissional como a nivél pessoal.
A nivel profissional a inovação, foi mais evolução, a maneira de fazer as coisas deu uma volta de 180 graus, pois Alvim, basta olhares à tua volta e tenta encontrar uma máquina de bobinas :), o PC veio subestituir práticamente tudo, para não dizer mesmo tudo, pois é, e a minha profissão é técnico de som, e os processos arcaicos de outros tempos não me deixaram saudades.
A nivel pessoal acontece a mesma coisa, deixamos de enviar e receber cartas de correio (ctt) para passarmos a usar o email, é bem melhor mais rapido eficiente e que eu saiba até hoje nenhum email se perdeu na estação de correios, e as cartas que recebemos pelo correio normalmente trazem más noticias, pois são as nossas contas de todos os meses, o telefone a àgua a Luz ... enfim tudo a pedir o metal sonante.
A inovação por outro lado veio facilitar as coisas, já não vou ao meu banco sei lá à quanto termpo, o IRS vai pela net, evitando assim aquelas filas enormes que nem é bom lembrar, cheguei a estar lá cerca de 2 Horas.
Enfim viva a enovação, com todos os inconvenientes que também nos trás, pois uma coisa má que a inovação criou foi muito desemprego.
Abraços VictorSantos

Red_Coast disse...

Bem,antes de mais dizer que outra coisa não seria de esperar vindo desse grande departamento que é o DEGEI da não menos brilhante Universidade de Aveiro!
Agora quanto à ideia, parece-me boa, bem pensada e estruturada, mas é preciso continuidade!E a pergunta que faço é precisamente que garantias de continuidade do projecto é que podem oferecer?

Abraço,

Gaspar Gomes
WWW.SEMGAS.BLOGSPOT.COM

Ana Isabel Xavier disse...

Antes de mais, os parabéns especialmente dedicados ao Vasco, querido amigo, ex-colega de curso e ex-director adjunto de outras publicações.
A inovar-te é em muito a concretização de um sonho do vasco com uma equipa extraordinária que no último número já inovou ao apresentar duas capas para o mesmo número (esta nem a 365 se lembrava...lol).
De todo o modo, parabéns à parte, lanço um tema que pode vir a ser discutido, senão em estúdio, pelo menos num dos próximos números da revista: porque é que aparentemente é mais fácil e mediático inovar nas ciências exactas do que nas ciências sociais e humanas? Quando se inova nestas últimas, é quase sempre com a "bengala" das primeiras, nomeadamente com as novas tecnologias de informação... Como inovar?
Beijos e abraços para tod@s em estúdio, com desejos de muitas vendas e reconhecidos admirador@s!

Miki Blatter disse...

Alvim, como te sentes quando finalmente existe um jogador CHAMADO ALVIM!? E é bom jogador do Belenenses.

Abraço para toda a comunidade Antena3.

Pedro disse...

Olá a todos!
O programa é fantástico, sempre me lembro oiço-o.

O tema de hoje está na ordem dia...inovar...inovar...inovar! Ora, inovar fazemos nós EDIGMA todos os dias. Temos um conjunto de produtos inovadores e apelativos, convido-vos a visitar www.displax.com, entre outras temos ecrãs 98% transparentes (tipo Minority Report) e chão interactivos.

Podemos dizer conseguimos tornar qualquer superfície interactiva.

A revista Inovar.te é de qualidade e contou com o Displax no seu lançamento.


Pedro

Vasco Pacheco disse...

Bem.. o que posso dizer... primeiro um abraço a todos! Em segundo lugar parabens à Incentor por motivar o país para a inovação!
Em terceiro lugar não sabia que havia empresas em portugal que tinham tecnologia tão avançada e que estavam tão orientadas à inovação como a edigma.com. Esse produto displax é realmente o máximo! Parabens a todos!!! Vamos mostrar ao mundo quem somos!!!

Cesário disse...

Revista sobre inovacção, muito pessima ideia.

Querem inovar?
Sabem o odio descomunal que se sente de pessoas como o inventor da roda ?
E de quem descobriu o fogo?
Que tal passar de odio descomunal a odio visceral?
Seria a terceira maior evolução de sempre

Cada vez mais as pessoas apegam-se ao que sabem enquanto as verdadeiras vantagens estão em desaprender e voltar a aprender e em procura gestão e utilização de "fontes de Know-how externas a nós"

V 4 Viktory disse...

Eu ouvi dizer que se mexermos o café ao sentido contrario dos ponteiros do relogio tem outro sabor!

V4Viktory

-- http://v4viktory.blogspot.com --

fonsecas@gmail.com disse...

Há algumas empresas em Portugal que realmente andam a inovar. Já tinha ouvido falar do Displax e até já tive oportunidade de tocar num ecrã destes. É mesmo transparente e é espectacular !

Anónimo disse...

Podem-me dizer qual era a empresa dos convidados de ontem
Obrigado

Espetáculo disse...

O Canal UP foi sem duvida uma inovação na academia Portuguesa, finalmente conseguimos saber tudo o que se passa no ensino superior em todo o país. O Portal tb está mt bom e continuem a dar borlas para o cinema e espetáculos.... tou a adorar! Fico á espera da cobertura da queima do Porto que certamente vai ser brutal!

Anónimo disse...

Vivam Alvim e Marisa,

Continuam com um excelente programa. Tomei contacto com a Inovar.te recentemente na FNAC em Coimbra, e fiquei muito impressionado com a qualidade da revista e com a qualidade do projecto.

Deixo uma pergunta para o Vasco: Pq razão a INOVAÇÃO é em Portugal mais uma coisa (palavra) da moda do que uma verdadeira atitude? As pessoas enchem a boca com isso, mas... parece ser mais show-off do que uma verdadeira atitude inovadora e de incentivo à inovação. Pq será que isso é assim em Portugal?

Abraço,

J. Norberto Pires
Universidade de Coimbra

CKO disse...

Vasco...
Afinal o que é a Inovação?
Alguém disse que era a "mudança voluntária e premeditada, dirigida para resultados concretos".
Demasiado exotérico não achas?
Pergunta ao Alvim se engatar uma tipa pela primeira vez é uma inovação?
Afinal é uma mudança voluntária e premeditada, dirigida para um resultado concreto!
:)
Fiquem bem!

Tryni!!! disse...

Deixo aqui uma questão pertinente, no meu ponto de vista: até que ponto, ao nível dos serviços públicos, estaremos nós preparados para toda a Inovação que se vem registando? A mim parece-me que o melhor aliado da INOVAÇÃO é a FORMAÇÃO... não raras vezes constato que por vezes isso não acontece!!!

Tryni!!! disse...

Alvim cola aqui este 2º comentário ao anterior sff... no entanto deixem-me acrescentar que sou um grande entusiasta da INOVAÇÃO... no meu quotidiano profissional (www.hovione.com) lido quase diariamente com esse factor... e mitas vezes sou eu que vou à procura dele! Que regozijo que é INOVAR com eficiência...

Ricardo Pereira disse...

Estou no 3o ano e o Canal UP foi das coisas mais inovadoras que vi desde que entrei na faculdade.
Agrada-me a forma como abordam as questões, que me parece bastante rigorosa e com critério.
Gosto do grafismo.
Vejo quase todos os dias.
Parabéns à equipa

Miguel disse...

Parabéns pela iniciativa...
A inovar.te é um dos melhores projectos que existem no mercado dos media nacionais.
Continuem o bom trabalho!

Ana Sofia disse...

Boas pessoal,
Alvim, gostava k perguntassem aí ao teu convidado quais os pontos de venda dessa revista? É possível encontrá-la em qualquer FNAC, em qq livraria? Parece-me interessante. A Inovação é algo que cada vez mais faz parte do nosso quotidiano.

A propósito, kerem inovar os vossos gostos literários? Feira do Livro de Braga. Estou lá a trabalhar. Este ano so falta mesmo o grande alvim na lista de convidados :P

Adoro o vosso programa. Continuem assim.

sérgio disse...

Muitos parabens pela iniciativa.
É um grande projecto este.
Continuem a INOVAR!

Fred disse...

Alvim e Marisa,
Era só para dar publicamente os parabéns ao Vasco pela forma fantástica como tem conduzido a bom porto este nosso projecto.
E também para vos agradecer esta oportunidade de falar de uma forma descontraída sobre a inovação.
Um abraço
Fred

Anónimo disse...

Em resposta ao "anónimo": a empresa dos convidados de ontem era a Home PC (www.homepc.pt)

Cruz disse...

Boas...
Parabéns pelo tema de hoje.
Infelizmente em Portugal existe muita aversão ao risco, logo, a inovar.
O incrivel é que nós já fomos "donos" de metade do mundo... e agora somos um povo demasiado "certinho" que não gosta de arriscar!
Um abraço,
Cruz

Altec disse...

Abraços á prova oral.



A inovação é algo normal que deve ser considerado como tal, se nao fosse a inovação tecnologica e as ideias radicais aos olhos de quem quer preservar a "vida de antigamente com os prazeres que acarretam" ainda hoje demorariam um dia ou mais a chegar de lisboa a torres vedras, de burro, suportanto tudo o que o tempo lhes queria dar, quer chuva ou sol.
Pode-se dizer que a inovação tem um preço como por vezes a perda de valores antigos que por vezes seriam um pouco melhores que os defendidos hoje, mas pode ser considerado como o preço a pagar pelo avanço tencologico sofrido pelas sociedades actuais. basta podenrar se se deve avançar ou estagnar, eu por mim nao gosto muito de parar pelo que sou um adepto das novas tecnologias, nao só dos computadores mas de todas as tecnologias e inovações.
Pena tenho de poder nao haver dinheiro para tanta inovação ao mesmo tempo.

"acompanhar a inovação sai caro" :)

abraços e beijos (para ti nao ha beijos alvim)

Rafael Vicente

Lisboa.

Fred disse...

Energias renováveis é com a Self Energy Innovation...

Nuno disse...

Parabéns pela revista!! É em si mesmo um produto inovador! Uma questão: para quando a "inovar.te" na televisão? Por exemplo em vez das tretas dos reality shows!

Terri disse...

Grande revista!! Como é que uma start up consegue viabilizar financeiramente este projecto? Espero que quando forem adiquiridos por um grupo media não vendam a alma ao diabo!!

Bruno Alves disse...

Gosto muito do canal up mas tenho uma critica a fazer: tenho o canal na minha escola há mais de um ano e eles só vieram cá uma vez fazer reportagem, enquanto que há escolas que estão permanentemente a aparecer.
Gostava de perguntar ao andré silva se não há um certo tipo de favorecimento de algumas faculdades e politecnicos

João disse...

Alvim, quanto ao bluetooth há uma importante inovação que saiu agora para as lojas: Os comandos da nova PS3 são (sem fios logicamente) conectados à consola da PS3 por Bluetooth.

Pergunta aí aos "mens" que inovações na Internet2 e no IPv6!

Abraço e até dia 28, aqui na Queima da Figueira!;)

Dinis disse...

Chega de falar de tecnologia... a inovação é mais transversal do que isso!

João disse...

Por exemplo, podemos separar o trigo do joi: Que tal inovar e falar de inovacoes que nao envolvam tecnologia?

Delimery disse...

Sou finalista de Eng. Electronica e Telecomunicações e no que toca a tecnologia e inovação nós estamos a anos luz do resto do mundo. O conceito é bonito e engraçado, mas sinceramente olhem para os lados e reparem bem naquilo que usamos que tenha sido inovado por nós!! O pouco que há de inovação cá em PT é IMPORTADO, ou seja, os ditos senhores que inovam não passam de simples comerciantes de produtos feitos noutros locais...

João disse...

"Prova Oral ao mais alto nível!" grita aí, grita aí!;)

derf disse...

Delimery...
A inovação ñ é só tecnologia...
Mas mesmo se falares de tecnologia diz-me lá se a Critical Software, a Ydreams ou a Chipideia são importações de algum lado?
100% made in Portugal!
Lâ a inovar.te pode ser que deixes de cometer essas "gafes"...

FD disse...

Qual a importância das regiões na potenciação da inovação localmente?

E-Novador disse...

Nós, Portugueses, inovámos nos Descobrimentos! Descobrimos, conquistámos, mas também fomos os primeiros na inovação chamada: "poder ser senhores e donos do mundo e perder tudo e mais alguma coisa que conseguimos"

Afinal somos é uns inovadores do catano!hehe

Anónimo disse...

Inovar é eliminar as máquinas fotocopiadoras do mundo! Inovar é comprar um carro usado com cheiro a novo.

substratu disse...

Olá a todos!
Antes de mais os meus parabéns à Prova Oral pelo excelente programa.

Sou um dos "pioneiros" na assinatura da revista e acho-a excelente!

Queria dar os parabéns aos convidados presentes principalmente ao Vasco Sousa que teve a excelente ideia inovadora de enviar um email a dar conhecimento do programa de hoje sobre inovação.

É um conceito diferente (Inovador), com um excelente conselho editorial, e com conteudos muito interessantes sobre tecnologia e inovação.
O último número da revista é a prova dessa inovação (com 2 capas à escolha do assinante).

Conheci a revista no Mestrado em Empreendedorismo na UTAD e é a prova de que esta revista, para além de promover um maior conhecimento geral, é também um ponto a constar na bibliografia dos trabalhos de mestrado.

É simplesmente, uma base para se tornar um bom empreendedor.

Cumprimentos a todos,
Nuno Guimarães.

JD disse...

E a roda hein?
A maior inovacao!:P

yevgeny disse...

Que grande confusão nas endoscopias!!

Alvim: tu fizeste uma endoscopia normal, através do esófago (garganta)

O que os outros fizeram foi diferente, e aí também não confiarias fazer a dormir, foi colonoscopia (endoscopia intestinal, através do ânus)

substratu disse...

Olá a todos!
Antes de mais os meus parabéns à Prova Oral pelo excelente programa.

Sou um dos "pioneiros" na assinatura da revista e acho-a excelente!

Queria dar os parabéns aos convidados presentes principalmente ao Vasco Sousa que teve a excelente ideia inovadora de enviar um email a dar conhecimento do programa de hoje sobre inovação.

É um conceito diferente (Inovador), com um excelente conselho editorial, e com conteudos muito interessantes sobre tecnologia e inovação.
O último número da revista é a prova dessa inovação (com 2 capas à escolha do assinante).

Conheci a revista no Mestrado em Empreendedorismo na UTAD e é a prova de que esta revista, para além de promover um maior conhecimento geral, é também um ponto a constar na bibliografia dos trabalhos de mestrado.

É simplesmente, uma base para se tornar um bom empreendedor.

Cumprimentos a todos,
Nuno Guimarães.

Anónimo disse...

ouve lá alvim onde e que eu posso encontrar uma foto da marisa jamaica?tá no blog?

Anónimo disse...

A Inovar.te também está no Mestrado em Empreendedorismo.
Muitos parabéns. Grande abraço.

Paulo.

Anónimo disse...

Mta tecnologia e pouca inovação!
Mal direccionado o programa!

mad_dog :P disse...

Façam-me só um favor, tenham atenção ao que dizem, muita gente comete esse erro, diz-se Alterações Climáticas, e não Alterações climatéricas.

Climáticas refere-se a clima (alterações no clima).
Climatéricas refere-se a climatérico... uma questão de português...

Obrigado

Anónimo disse...

Estou convencida que a verdadeira inovação irá realizar-se no dia em que o Alvim...se pentear!